Aventuras Maternas

Metas inspiradas nas crianças

alegriaPrimeiro dia útil do ano é o dia tradicional de escrever as metas que queremos alcançar no ano novo. E a inspiração que quero compartilhar com vocês é a de ser mais criança em 2015. Na verdade, o que quero é ser mais parecida com meu filho, já que cada criança é de um jeito. Mas tenho certeza que todos os filhos podem estimular os melhores sentimentos e possibilidades em nós, mães. Basta observarmos e nos dedicarmos a aprender com eles.

Abaixo escrevo as 5 metas inspiradas no jeito de ser do meu pequeno de três anos. Espero incorporá-las à minha rotina cada vez mais.

1. Consegui estimular os melhores hábitos alimentares nele. Hoje ele, sozinho, nega batata frita, doces e até balas. Claro, que é mais difícil assimilar a ausência desses ingredientes, quando estamos acostumados a comer. Mas podemos imitar a rotina deles.

Em primeiro lugar, eles obedecem a regra de todo nutricionista: 6 refeições diárias. Em segundo lugar, consomem legumes, verduras e frutas com muito mais regularidade do que a gente. Abaixo, divido o cardápio do meu filho, que pretendo imitar este ano. Não é dieta, é saúde.

Café da Manhã: leite sem lactose + torradas

Colação: 2 frutas, sempre variando

Almoço: 2 legumes + 1 carne + grãos + 1 verdura

Colação: sorvete de frutas ou 1 fruta + biscoito maisena ou rosquinha de leite

Jantar: sopa de legumes ou peixe ou ovo + legumes

Ceia: 1 copo de leite sem lactose.

2. Crianças riem em média 300 vezes ao dia, enquanto nós rimos apenas 60. Quero aprender com meu filho a rir das pequenas coisas, a me libertar das tensões do dia a dia e simplesmente dar risada. Rir faz bem, nos faz leves e nos ajuda a combater o estresse, liberando hormônios da felicidade.

3. Se não quero que meu filho fique focado em tecnologias desde pequeno, não posso ficar o dia inteiro conectada. Ele já não gosta de computadores e celulares, porque trabalhei em home office até que ele completasse 1 ano e meio, e ele via os aparelhos como “ladrões de mãe”. Hoje em dia, ele pede para eu desligar tudo quando estou com ele. Nem sempre faço o que me pede, pois não dá, é trabalho. Mas quero tentar ao máximo ficar de corpo e alma presentes quando estiver em casa. Depois de um dia estressante, nada melhor do que fechar tudo e simplesmente sentar no chão e montar uma pista de carrinhos ou um quebra-cabeça com ele. Faz bem para a saúde, proporciona risadas e deixa meu filho feliz. Preciso de mais algum motivo?

4. Dedico parte do que recebo para que meu filho faça atividades extra curriculares. Ele faz natação, psicomotricidade e agora, por conta da “Dora, Aventureira”, está pedindo para aprender inglês. Para dar tudo que nossos filhos precisam e querem fazer, às vezes deixamos de fazer algo para a gente, ou nos apoiamos na muleta da falta de tempo. Mas se realmente queremos é possível sim. Meu marido usava a hora do almoço dele para fazer a aula de guitarra que sempre sonhou em fazer. Também posso aproveitar minha hora de almoço, ou usar o tempo que ele está na psicomotricidade, por exemplo, para fazer alguma atividade que me dê prazer. Posso fugir da esteira e passar a correr na praia, já que tem uma perto da minha casa. Enfim, temos que parar e procurar a nossa volta por algo que nos faça bem  além do trabalho e família. Ter um hobby faz bem, nos faz desopilar, descobrir novas habilidades, nos orgulharmos de nossas conquistas.

5. Ensinamos o tempo todo aos nossos filhos para agradecer, pedir desculpas,  dizer “por favor” e saudar quem chega e quem vai. Mas nem sempre cumprimentamos o próximo ou assumimos os nossos erros. Se desculpar pode ser difícil, mas nos deixa mais leves depois. Sorrir com um “bom dia”para os vizinhos, faz nosso dia começar mais leve, desfazendo a expressão de sono e tensão que ainda está no nosso rosto quando saímos de casa. Esses hábitos não são só educados, fazem bem para a gente e para as nossas relações sociais.

                                 

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *