Aventuras Maternas

Delícias de um passeio em Itaipava e Corrêas

Há anos gosto de separar a comemoração do Dia das Mães para destinar um tempo especial para a minha mãe e minha avó. Sempre viajamos ou fazemos um passeio diferente para curtirmos a três e, depois que o Theo nasceu, a quatro. O marido faz o mesmo com a mãe dele. E dessa forma todas as mães ficam felizes.

Mãe e filho

Este ano, fomos para a Petrópolis. Aliás, costumamos fazer isso, pois a cidade é bem próxima do Rio de Janeiro e tem infinitas possibilidades.
Mas desta vez, como o Theo já está maior e pode aproveitar tudo com mais facilidade, decidimos fazer uma programação diferente e acabamos conhecendo alguns lugares novos, que não sabíamos que existiam. Vou dividir aqui as dicas com vocês.
Sra. Serafina

Sr. Tacho e Sra. Serafina – Foto Marco Oddone

Gastronomia
A primeira dica é em Itaipava! Onde fica o Sr. Tacho e Sra. Serafina. Um mix de café, moda, decoração e galeria de arte. Funciona em uma garagem muito estilosa e acolhedora ! O cardápio do café e do bistrô é preparado na cozinha industrial do sítio onde as proprietárias moram. Todos os legumes e verduras são livres de agrotóxicos. A novidade agora é o buffet gourmet a quilo, com ótimos sabores e preço acessível que vale a pena para paladares refinados e para mães que procuram uma comida saudável para suas crianças.
Parrô do Valentim
A segunda boa dica é o Parrô do Valentim: um restaurante e pequeno café com delícias portuguesas, que a minha família ama, por conta das raízes, acredito! Entre as delícias, o destaque é para a tortinha de amêndoas, o pão de ló com “calda de ovos” (como disse o filho), que é feito com a tradicional receita portuguesa. E ainda tem pratos deliciosos da culinária portuguesa para quem deseja almoçar ou jantar.
Cavalo com criança
Lazer
A dica de diversão ficou por conta da Praça de Nogueira, onde é possível alugar cavalos ou pôneis por 10 reais para dar uma volta no lago, que é bem grande. Dá um passeio de cerca de 20 a 30 minutos. Meu filho ama pôneis, mas dessa vez andamos juntos a cavalo. Foi uma primeira experiência bem divertida tirando o fato de que, apesar da minha prática, fiquei um pouca tensa com o risco dele escorregar daquela altura.
D. Laura - Pousada da Alcobaça
Hospedagem
O destaque do passeio acaba ficando por conta da pousada em que ficamos. A ideia era passear e apenas dormir em algum hotel, mas acabamos ficando muito mais tempo na hospedagem do que passeando, já que o lugar era incrível e cheio de opções para aproveitar. Trata-se da Pousada da Alcobaça. Um local mágico, que nos remete imediatamente àquelas cenas de filmes europeus, logo pela entrada do casarão antigo e conservado com maestria. Para melhorar a sensação de acolhimento: cadeira de balanço, lareira e uma varanda com portas de vidro, que se abrem para um lindíssimo jardim, conferem a ideia de que chegamos na casa de uma bisavó muito carinhosa, como de foto é a proprietária da pousada, D. Laura, que imediatamente fez amizade com meu pequeno, criando um vínculo afetuoso.
Com o detalhe que ela é escritora e tem um livro de versos infantis, que conquistou o Theo na primeira leitura! Se ficar hospedado por lá, vale pedir para ler o livrinho e entreter os pequenos: Bichos e Não Bichos da Alcobaça ou de qualquer lugar.
11212392_10203708939156773_237600459_n Pousada da Alcobaça
IMG_7862
Como se não bastasse, a belíssima casa da sede, os jardins convidam para um relaxamento daqueles de estender a toalha e se esticar na grama, sabe? Existe um lago, com Ninféias (flores flutuantes), onde os passarinhos pousam. Logo em seguida, um belo gramado, onde as crianças podem correr livremente de uma forma que não conseguem mais hoje em dia com tanta facilidade. E o espaço se complementa com uma bela piscina, vegetação por todos os lados e uma cachoeira para dar o clima de fuga da realidade.
13199571_10205727892269339_390091529_o
13199571_10205727892309340_1960306366_o
Como se não bastasse tudo isso, do outro lado da propriedade existe uma horta orgânica com todos os tipos de hortaliças que se pode imaginar, além de árvores de tangeria, mamoeiros, plantação de caquis, morangos e outras frutas. Impossível não amar a oportunidade de mostrar às crianças como é o plantio e o cultivo daquilo que elas comem e ainda finalizar numa feirinha, onde tudo aquilo que vimos plantado, é colhido e vendido a preços módicos. Meu filho fez a feira sozinho, escolhendo o que gostaria de trazer para casa. E ainda escolhemos alguma mudas de erva para fazer chás também.
Para finalizar a descrição da pousada, não podemos deixar de falar no café da manhã, que tira qualquer um da dieta, sem reclamar. As mesas cobertas de toalhas xadrez complementadas pelos jardins da área externa já convidam os olhares. Em seguida a mesa farta, com geleias artesanais, bolos, frutas, como os caquis vermelhos e redondinhos que não se encontram mais nos mercados do Rio, torradas de pão Petrópolis, croissants quentinhos e crocantes, pães de queijo macios e saídos do forno, um delicioso suco de tangerina e as incríveis panquecas gordinhas, servidas com manteiga e um banho de xarope de maple fazem a alegria da nossa manhã.
11212237_10203708938676761_863453542_n 11225671_10203708938636760_759766249_n IMG_7687
A boa dica é que o restaurante é aberto ao público do café da manhã ao jantar e, apesar de boa parte dos encantos do local ser se hospedar ali, ter a oportunidade de provar da gastronomia já é uma opção e tanto. Claro, sem deixar de passar na feira orgânica.

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *