Aventuras Maternas

Peludos no carnaval


pacoca carnavalO carnaval está chegando e todos estão buscando se programar para os dias de folia, seja para ir a blocos, descansar em um lugar longe do carnaval, ou simplesmente ficar em casa. Mas como planejar algo quando se tem um pet em casa?

Para quem vai viajar, são várias as opções para deixar o seu bichinho. Hoje em dia, há vários sites que oferecem o serviço de hospedagem dentro da casa de pessoas que dão uma atenção mais personalizada, como o DogHero – o dono entra no site, pesquisa os anfitriões, marca uma visita para o animal conhecer a pessoa e o local, e o preço é acordado pela web. Já nos hotéis, é sempre bom lembrar que o perfil do animal deve ser analisado antes, já que nem todos gostam de ficar com outros pets ou longe de um humano que os paparique o tempo todo. As duas opções – hotéis ou pessoas que fazem hospedagem – são bastante interessantes. Há, ainda, outras possibilidades, como deixar com um parente que seu peludo goste, ou em sua casa mesmo, quando existe alguém que possa visitar duas ou três vezes ao dia para que o leve para passear (no caso dos cachorros), coloque comida e água, e arrume o banheirinho. Mas atenção: antes de viajar, se for de seu interesse, pesquise se o hotel que vai ficar não aceita animais até um determinado porte – atualmente, vários hotéis e pousadas estão abrindo espaço para que os donos levem seus filhos peludos.

E quem não resiste em levar seus animais (especialmente os cachorros) para a folia e blocos de rua? Nesse caso, alguns cuidados são bastante importantes, como sempre levá-los presos a guia, evitar tumultos com muita gente aglomerada (podem se estressar e acabar mordendo ou tentando fugir), ter sempre um potinho e uma garrafinha com água para que se hidratem, não ir a locais com fogos (normalmente eles têm muito medo. São poucos os que ouvem fogos e não ficam realmente assustados). Se forem sair de dia – e essa dica vale para dias sem folia também -, evite o horário entre 10h e 16h, coloque protetor solar (sim, eles também devem usar, além de você) e cuidado se resolverem colocar fantasias: o que para nós é uma gracinha, para eles pode ser muito incomodo.

Mas se viajar ou cair na folia não for o seu objetivo, certamente seu animal vai adorar passar esses dias de carnaval agarradinho em você. Nesse caso, as dicas são as mesmas de sempre, especialmente no calor do Rio de Janeiro: hidratação, comida leve (se seu animal costuma comer comidinhas além da ração, que tal alguma frutinha leve que tenha sido liberada pelo veterinário?), brincadeiras adequadas ao porte e idade dele, e, é claro, muito dengo. Afinal, filho peludo também adora ser paparicado.

Bom carnaval!

Sobre o autor Ver todos os posts

Alessandra Ceroy

Jornalista, mãe da Paçoca, Bela, Igor, Magrela, Gonçalo, Cinco peludos que habitam em suas memórias e coração, sendo que os três primeiros já estão no céu.
Alê vai contar por aqui algumas dicas sobre sua paixão pelos cães e informações importantes para deixar a relação entre pets, crianças e toda família ainda mais gostosa.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *