Aventuras Maternas

Um fim de semana ao ar livre no Parador Lumiar

Nem só de recreação com 1000 atividades e tios super animados vive um bom hotel para crianças. Há dias para mais brincadeiras indoor e outros em que o bacana mesmo é subir em árvore, pular na cachoeira e explorar o que a natureza tem de melhor para oferecer. Quando se trata de verão, então, nada melhor do que aproveitar o sol e calor para optar por um hotel com muito espaço verde, boa piscina e munidos de câmera e lentes de aumento na mão.

Foi assim nosso final de semana no Parador Lumiar, no distrito de Nova Friburgo, que inspira calmaria e bem-estar. E logo, ao chegarmos já deu para sentir o clima de hospitalidade com o atendimento da sempre alegre Mariangela, na recepção, e dos proprietários, D. Marielza e Sr. Marcelo, sempre com sorriso no rosto e amabilidade. Também vieram os cães da família, com destaque para o lindo dálmata Zeca, que logo ficou amigo do Theo.

E já no caminho para o quarto, vimos os grandes peixes do lago e os super lagartos descansando nas árvores que formavam o cenário belíssimo que logo veríamos da sacada de nosso chalé, um dos 13 do local, ou deitados na rede. Ah! Da janela também víamos a belíssima piscina de água natural em formato circular. E é lógico que esta foi nossa primeira atividade. Que criança veria aquela piscina e não gostaria de se jogar no ato? Marido foi conferir a sauna seca e a vapor e logo descobriu a mesa de totó e de sinuca.

Dali, fomos conhecer mais do hotel, que possui uma incrível trilha para a cachoeira, onde havia um convidativo lago natural, onde não entramos, porque no final do dia, a temperatura da água só dava mesmo para os pezinhos. Mas que foi nossa primeira parada ao amanhecer do dia seguinte, trazendo muito o que explorar para nosso pequeno. Ele encontrou por ali uma pequena perereca e experimentou tangerinas direto do pé.

Destaque à parte, era a própria Dona Marielza, que caminhou conosco pela horta, enriquecendo Theo de boa conversa e muitas informações sobre a poderosa propriedade de cada fruto. Funcho, capuchinhas (as flores comestíveis), capim-limão, camomila, uma amoreira incrível, moranguinhos vermelhos brotando da terra e cenouras colhidas na hora, transformaram o passeio em um momento mais do que especial, principalmente por sabermos que tudo que é colhido ali é transformado em pratos deliciosos na cozinha super organizada e limpa do hotel. Aliás, foi para lá que Theo foi após o passeio! Ele foi convidado para preparar uma das saladas que almoçaríamos em seguida, no restaurante, com pratos criados pelo Chef Isaías Neries (ex-Flavia Quaresma).

E se já tínhamos ouvido falar sobre o cardápio antes de ir, pelos prêmios que o hotel já recebeu, foi experimentando ao vivo, que viramos fãs. Minha escolha foi o incrível tortellini de massa fresca com folha de coentro caboclo e camarões recheado com dendê, a do Theo foi o infantil macarrão com molho de tomates e vegetais (super aprovado por ele). Jantamos fondue de carne numa noite e na outra optamos pelas sopas, que são um caso à parte. Theo e marido ficaram com a sopa de cogumelos ( vários tipos) e eu fiquei com o creme de pêra com batata doce (Divina!!!!). E nos arrependemos de não pedir em todas as refeições a melhor entrada de todos os tempos: o Araçá, cupim cozido lentamente com rapadura e desfiado com farofa de macadâmia e grana padano. Surreal de bom!!!

De sobremesa, é impossível sair dali sem provar o creme brulê de rapadura com paçoca ou a Trilogia de chocolate diet com creme de cumarú, que mistura amêndoas, framboesa, morango, capim limão, cumarú ao chocolate. Outra coisa muito especial é o sorvete de banana com creme de brigadeiro. Hummmm!

Como se não bastasse o festival de pratos incríveis, o café da manhã é um caso à parte! Geleias frescas e preparadas na casa com amoras do pomar ou tangerinas. Comentei que eles precisam vender para levarmos o sabor para casa! Outra maravilha são os bolos, especialmente o de banana e o de laranja com chocolate. Além disso, eles prepararam tapioca na hora, canjica e aipim que derrete na boca.

Criança feliz, papais bem alimentados e para completar os elogios: sustentabilidade é marca registrada da casa. E o Sr. Marcelo é super engajado em encontrar soluções funcionais e ambientais. Na época da construção, ele comprou casas recém-demolidas e utilizou direto da fonte os tijolos ecológicos e madeiras de demolição para construir cada detalhe da casa principal, incluindo as trancas das portas. Além disso, a rede elétrica usa sensores na iluminação externa, a distribuição de água é feita por gravidade e, tudo é construído com mão-de-obra 100% local. Outro detalhe são as placas solares, que aquecem toda água utilizada nos banheiros do hotel. O lixo também é reaproveitado! Cascas de ovos viram adubo, o óleo de cozinha utilizado vira sabão e o restante de material orgânico passa por compostagem para produção de adubo orgânico para hortas e jardins, ou para a alimentação das galinhas caipiras. Aliás, é possível comprar ali os ovos produzidos pelas galinhas!

Há também gaiolas ecológicas no local com cascas de frutas, tornando possível, observarmos bugios, lontras, tamanduás e muitos pássaros se alimentando.

Entre os extras, o Parador Lumiar oferece um jeeptour ou cavalgada por trilhas e pelas mais de 20 cachoeiras na região. Cachorros também são bem vindos em todo o hotel. E a criançada ainda pode brincar de pescar e curtir a área de recreação com balanço e escorrega, como se precisasse. O local em si já é recreativo por natureza. Pés descalços na grama, correr ao ar livre, mergulhar de cabeça na piscina ou na caça aos sapos e lagartos, sem dúvida já farão a alegria dos pequenos. Mas, vale saber ainda que por ali tem até um campinho para jogar algum jogo de bola entre amigos.

 

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *