Aventuras Maternas

Canal de escritora infantojuvenil fala de cultura, educação e diversidade

Um canal para conversar sobre as muitas coisas importantes que compõem a educação. Essa foi a ideia inicial para o canal de Janine Rodrigues, no Youtube. Apresentado pela própria, que é escritora infantojuvenil, educadora, idealizadora e realizadora de projetos de incentivo à leitura, o canal nasce com a proposta de falar de cultura, educação e diversidade cultural com uma linguagem que valoriza a afetividade – o programa de estreia, por exemplo, foi sobre a musicalidade como ferramenta de educação e identidade, em que conversou com dois jovens que estão se destacando no cenário nacional e internacional de jazz, Alex Sá e Jhonathan Ferrer, que contaram como, desde a adolescência, a música marcou  suas vidas.

Aos 34 anos, Janine Rodrigues já percorreu diferentes estados brasileiros e países da América Latina, como Argentina e Colômbia, levando seu trabalho de literatura para contribuir com a valorização da diversidade cultural.  Para a autora, um dos principais benefícios  da leitura seja para crianças, adolescentes ou adultos, é que o leitor é provocado a refletir sobre si mesmo e sobre o mundo. ‘’A leitura nos instiga, nos inquieta’’, diz Janine. Para a escritora, o primeiro passo para resolvermos problemas como medos, bullying, discriminação, preconceitos, racismo, dentre outros, é falar sobre o assunto, e a arte e a educação são grandes aliadas nesta jornada.

‘’Toda terça feira temos um novo vídeo com uma entrevista ou roda de conversa. Teremos também episódios em que falo um pouco sobre meu trabalho de escritora a frente da Piraporiando e as inspirações que me levam a escrever, minha paixão pela infância e pela educação‘’, complementa Janine Rodrigues.

O Aventuras Maternas conversou com Janine para saber um pouco mais sobre o novo canal.

AM – Como foi a ideia de criar o canal?

Janine Rodrigues – Queria conversar sobre as muitas coisas importantes que compõem a educação, que nos formam. A arte, os relacionamentos, a cultura, o afeto.

AM – Por que abordar esses assuntos é tao importante atualmente?

Janine Rodrigues – Ainda nos pegamos pensando em educação como algo atribuído a responsabilidade da escola somente. Também esquece-se de que muitas coisas podem contribuir para nossa formação intelectual e emocional. Podemos aprender muito, por exemplo, com viagens, com a arte, com nossos relacionamentos, com nossos vizinhos, nossos familiares, nossos professores e, as vezes, com pessoas que nem conhecemos pessoalmente. Quantas vezes um livro nos ensina coisas que nem estavam dentro de nossas perspectivas? Quantas vezes a história de alguém nos inspira? Tudo isso é educação.

AM – Cada programa será com um convidado diferente?

Janine Rodrigues – Na verdade, o canal tem três sessões. No ‘Bate papão’, conversamos com um convidado. Na sessão ‘Piraporiando’, eu falo um pouco sobre o universo da literatura, falo sobre as histórias que deram origem aos meus livros. E no ‘Pronto, Falei’, falo diretamente sobre fatos que me fazem refletir sobre nossa sociedade.

AM – Para este mês, quais são os temas especificamente?

Janine Rodrigues – Este mês, temos um bate papo super interessante Jazz com o Alex Sá e o Jonathan Ferr, que têm uma história inspiradora. Eles falam sobre como iniciaram suas carreiras de músicos e sobre a importância do Jazz na vida deles. É muito bacana imaginar uma garota ou um garoto que quer ser músico e as vezes não sabe como superar as dificuldades, vendo as histórias do Alex e do Jonathan. Isso inspira muito. Dá força. Eles são referência pra uma garotada que está aí, cheia de talento e que precisa saber que é possível.  Teremos também um papo sobre racismo e sobre como pode ser difícil se dar conta de seu acontecimento no dia a dia. Além de um papo sobre meu livro ‘As duas bonecas azuis’.

AM – As pessoas podem participar de alguma forma? Como?

Janine Rodrigues – Sim! Com certeza. Podem mandar perguntas para os participantes e pra mim. Fazer comentários. Estou começando e quero fazer sempre melhor, dando meu melhor, mas quero ir além, pois eu dou muito valor ao afeto. Quero aprender com as pessoas, ouvir o que elas querem dizer e construir com elas um diálogo que contribua para nossa educação. Pra gente ser mais feliz, juntos!

AM – Se algum espectador tiver uma sugestão de assunto, é possível enviar?

Janine Rodrigues – Sim. Todos os comentários serão lidos por mim e por minha equipe e a ideia é considerar tudo que a galera trouxer para fazermos um trabalho cada vez mais bacana e construído por muitas mãos.

AM – Existe algum projeto para o programa ser com a participação do público?

Janine Rodrigues – Existe. Por causa da Piraporiando, eu atuo em muitas escolas, bibliotecas e centros culturais. A ideia é que possamos trazer mais pessoas para este papo. Estamos pensando nas possibilidades. Estou muito feliz, muito grata e muito animada!

Para saber mais, entre no Canal Janine Rodrigues e no site da Piraporiando www.piraporiando.com

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *