Aventuras Maternas

Chocolates: amigos ou inimigos das grávidas?

Crédito: Site Inspire Saúde

A Páscoa chegou trazendo uma variedade incrível de ovos de chocolate. São diversos tamanhos, cores e sabores que agradam a todos os públicos – e muito. Mas e as gestantes? Será que é seguro ingerir um ovo inteiro, mesmo sendo pequeno? Qual a quantidade de chocolate ideal para uma grávida? Fernanda Mauro, ginecologista e obstetra da Perinatal, respondeu cinco perguntas a respeito do tema e alertou sobre o cuidado com o excesso.  “O chocolate é um alimento com alto teor calórico, rico em gordura e açúcar, podendo ser prejudicial a gestante caso consumido em grande quantidade”, explica.

1 – Afinal, comer chocolate na gravidez faz mal?

Em grande quantidade, sim. Com moderação, no máximo 30g por dia, e orientação do médico, não. É necessário estarmos atentos às gestantes que necessitam de cuidado especial na alimentação. A gestação modifica muito o organismo e a ingestão de doces pode levar à resistência à insulina em mulheres que já possuem uma tendência a desenvolver diabetes.

2 – O doce deixa a maioria das gestantes enjoada?

A grande quantidade de gordura e açúcar pode levar a azia e enjoo. Isso ocorre devido ao retardamento do esvaziamento do estômago. Dessa forma, a sensação de desconforto estomacal pode aparecer.

3 – Quais as gestações que merecem cuidados redobrados na alimentação, principalmente em relação a doces?

Gestantes com sobrepeso, obesidade, diabetes e intolerância alimentar devem ter um cuidado especial e algumas restrições quanto à alimentação.

4 – Existe algum risco para o bebê, caso a gestante consuma uma quantidade de chocolate além do recomendado?

O risco para o bebê está associado, principalmente, a resistência insulínica e diabetes materna. Dois terços do açúcar da mãe acabam indo para o bebê. Dessa forma, a função do pâncreas do feto fica sobrecarregada, o que gera uma alteração no desenvolvimento, tornando seu peso acima da média, além de outras complicações.

5 – Existe algum tipo de chocolate recomendado nesse caso?

O chocolate amargo possui menor quantidade de açúcar, gordura e maior teor de cacau, além de substâncias antioxidantes, o que o torna melhor comparado ao branco e ao leite. Outra opção é o Alfarroba, conhecido como “chocolate vegetal”. Apesar de ter o mesmo valor calórico do chocolate normal, possui menos gordura e açúcares naturais. Também deve ser ingerido com moderação.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *