Aventuras Maternas

Sobre os benefícios de ler desde bebê

livros-pedagogicos-para-bebes osImaginar, deixar o pensamento voar, criar 1001 possibilidades diferentes para as histórias. Ler além de ser um hábito saudável para a mente e o intelecto das crianças é também uma ótima oportunidade para ensinar novas culturas, palavras e situações para os pequenos. E quanto mais cedo se constrói uma relação afetiva com os livros, mais janelas de possibilidades de encontro e relação com o universo literário podem ser abertas na vida das crianças. Os educadores e as famílias, como leitores mais experientes, têm papel fundamental nesse percurso.

“Por tratar do que é essencialmente humano em nós, a literatura converte-se em elemento propiciador de diálogos, seja com as crianças ou com os adultos, construindo tempos-espaços de reflexões e encontro”, analisa Monica Radspieler, professora e diretora da Creche Escola Ativa Idade, localizada no bairro do Humaitá, Zona Sul do Rio de Janeiro.

E é pensando nessa relação que a Ativa Idade promove o projeto “Leva e Traz”, com o objetivo de apresentar a literatura infantil para as crianças.

Segundo Monica, a ideia é que as crianças conheçam e se apropriem da literatura infantil – autores, ilustradores, gêneros variados – tanto clássicos quanto contemporâneos. E isso não fica restrito somente ao ambiente escolar. Para tornar essa viagem ainda mais significativa, semanalmente, as crianças levam um livro para casa – para lerem em família – e uma folha, onde elas registram, com desenho, foto ou simplesmente com um texto, como foi a experiência junto aos familiares, socializando a proposta literária do cotidiano da escola para casa e vice-versa.

“Ler e escutar histórias são convites às crianças a conversarem sobre a cultura e as produções humanas, a conhecerem e brincarem com palavras e sentidos, a mergulharem na fantasia e na imaginação. Ademais, a leitura também fortalece os laços e os vínculos. É um momento muito prazeroso e de troca para a criança, promovendo a formação do leitor”, explica.

Para incentivar a vivência literária, além desse projeto, a escola conta com o “Cantinho da Leitura” em todas as suas salas, com títulos variados e de livre acesso às crianças. Além disso, as crianças participam de passeios que envolvem a literatura e depois constroem um texto em conjunto, narrando a experiência.

Mas pequenas iniciativas aplicadas à rotina dos pequenos também podem fazer a diferença, construindo alicerces para toda vida. Quer proporcionar uma vivência literária para o seu filho? Saiba algumas atividades que podem ser feitas em família e embarque nessa experiência incrível!

  • Ler, ler e ler muito! Não tem problema se o bebê ouve um pouco, se distrai com outra coisa e depois volta para a história. É necessário construir um vínculo afetivo entre o livro, o leitor mais experiente e a criança.
  • Não tenha medo de deixar os livros nas mãos das crianças. Às vezes, os livros são levados à boca, viram brinquedo. Não tem problema. Os gestos de leitura e a função do livro são aprendidos na relação com o objeto. O importante é ter alguém ao lado com olhar atento e cuidado para esse momento.
  • Não se prenda à faixa etária. Os livros são portas e janelas; precisam ser instigantes, provocar o imaginário. Selecione um bom acervo que contemple narrativas, poemas, ilustrações…
  • Crie um ritual de leitura com seu filho. Pode ser na hora do soninho, no café da manhã ou outro momento. O momento de leitura pode entrar na agenda cotidiana favorecendo espaço de encontro, aconchego e partilha.
                  

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *