Aventuras Maternas

Do berço ao tapetinho: minhas escolhas para o recém-nascido

Quando a gente tem um bebê, é importante se cercar de itens funcionais que ajudem a facilitar nossa rotina e a deixá-los confortáveis e seguros com a nova vida extra-uterina.

Eles precisam se sentir aninhados, quentinhos e preservados tanto do vento e do sol em excesso, quanto de forma higiênica. Por isso, entre meus itens preferidos estão as capas de proteção.

Abaixo, algumas escolhas que facilitaram bastante a minha vida com a chegada do Benjamin.

Berço Bo 3 em 1 com versão mini

Foi amor à primeira vista. Eu queria um berço com estilo, mas nada muito elaborado, nem com arabescos no estilo Provençal. Queria que tivesse uma estrutura clean, com design e que fosse bem funcional e seguro. Procurei pela Internet mesmo e descobri que o Berço Bo tinha a opção de  ser montado em formato menor para o bebê dormir até por volta dos 3 meses, e depois ser transformado na versão tradicional. Eu já estava com a ideia de comprar um ninho para colocar no berço grande, para que ele ficasse bem aninhado e com a sensação de estar ainda no útero. Mas com o MiniBo solucionaria esta questão – além do fato de ter um quarto muito pequeno e precisar otimizar espaço. Sim, o berço vai crescer! Está esteticamente bonito nesse início, para a gente ainda colocar um dossel sobre o berço no meio do quarto. E ficará em um segundo momento, quando eu encosta-lo na parede, conseguindo manter uma boa circulação também. O Berço Bo ainda vira cama e poderá ser usado até os 5 anos do meu filho, o que o torna, ainda, bastante funcional. Com opções coloridas, que vão do azul ao rosa, é possível escolher também o tom da madeira.

Obs: Quando o berço foi montado na versão miniatura, me assustei com o tamanho “boneco” dele e sua altura de apenas 62cm (contra 94cm da versão tradicional), batendo pouco acima do meu joelho. Mas, na prática, não há nenhuma dificuldade, a gente acaba se adaptando e é realmente aconchegante para o bebê.

Onde: www.minimimos.com.br

Kiddo Compass III

Pesquisei diversos carrinhos no modelo Jogging, pois só me sinto confortável com modelos maiores e com rodas grandes e únicas na frente . Acho que fazem um jogo melhor quando dirigimos e conseguem andar bem nas ruas brasileiras, infelizmente repletas de buracos e sobressaltos. Além disso, podemos correr e brincar com os filhos mais velhos, porque esse tipo de carrinho é pensado para mães que gostam de correr ou fazer caminhadas. Inicialmente, pensei em comprar um Jeep como na gravidez do meu primeiro filho – cheguei até a comprar um modelo nos Estados Unidos, por excelente valor ($198) e pedi para entregar no Brasil pela Qwuintry (a receptora de produtos que oferece um endereço americano para compra e posterior envio para o cliente). Mas o único defeito que eu via no carrinho foi exatamente o que atrapalhou na hora de receber a encomenda. Ele é muito pesado: 12kg! Acabei optando pelo Kiddo Compass II e fiquei com a versão III, a mais atual, no final das contas. O carrinho é nacional, tem um bom custo/benefício e na versão mais moderna consegui comprar na tonalidade que eu queria: um grafite lindo. Entre as qualidades, ele é bem mais leve – pesa 9,800Kg – e fecha totalmente em posição horizontal, o que facilita para guardar na mala. Tanto o moisés quanto o bebê conforto podem ser destacados completamente da estrutura de alumínio. E o carrinho sustenta crianças até 15kg, peso que os pequenos chegam por volta dos 4 anos. Gosto muito também do Casulo, o bebê conforto, pois é bem aconchegante e aninha o recém-nascido.

www.kiddo.com.br

Bouncer 3 em 1 Tiny Love Rocker Napper

Foi nossa primeira aquisição, ainda no início da gravidez. Sou fã de bouncers, porque são leves, portáteis e funcionais. E o mais importante: bebês amam ser embalados por essas cadeiras mágicas e depois curtem ficar sentados ali observando o ambiente. E esse da marca Tiny Love tem um ponto a mais, por ter entre as posições uma espécie de moisés todo fechadinho, em que o bebê recém-nascido pode relaxar durante o dia, tirando boas sonecas, e que pode funcionar como uma espécie de co-sleeper à noite, já que podemos colocar ao nosso ladinho abaixo da cama. Além da mobilidade, ele vibra, ajudando a acalmar o nenê. Gosto de usar a posição semi-inclinada após a mamada para que ele fique mais confortável e seguro, caso surja uma golfada ou arroto extra. O botão de mudança fica atrás e funciona como alavanca do banco do carro. Bem simples e prático! Ela também pode ficar fixa ou na posição de “balanço”. Basta mudar a posição de uma travinha que tem na base do suporte.

No móbile, a Rocker Napper tem três opções de som em dois volumes diferentes e suas luzes piscam, além de ter duas pelúcias penduradas – esses foram, inclusive, os primeiros brinquedinhos do Ben. O solzinho em que ele se mira no espelho e um caracol que foi a primeira coisa que pegou com suas mãozinhas. Além disso, a cadeirinha tem cinto de segurança (3 pontos) e a almofada/colchonete sai completamente para lavar. São várias opções de cores e um preço bem acessível.

Onde: www.eurobaby.com.br

Capa para o carrinho Baby Jack Brasil

Sair com carrinho nos primeiros meses do bebê é ter que lidar com vento e sol no rosto dele, intrometidos querendo tocar nele e uma série de possibilidades. Quando descobri a Baby Shade ano passado, antes de engravidar, fiquei imaginando como teria sido útil com meu filho mais velho. E aí, com a vinda do Bem, estou aproveitando ao máximo essa capa. Não saio de casa sem essa proteção! A capa estica tanto sobre o carrinho grande, quanto sobre o bebê conforto e ainda serve para amamentar em lugares em que preferimos não expor tanto esse momento a dois.

Onde: www.babyjack.com.br

Saco de dormir Baby Jack Brasil

Juro que achei que não usaríamos tanto no Brasil, devido ao nosso clima mais quente, mas o fato é que este foi um dos itens mais usados pelo Ben até agora. O elástico dele prende logo abaixo das axilas e aparenta causar conforto imediato. Quando menor, Bem se acalmava instantaneamente ao colocar o saquinho de dormir e não chorava a cada vez que tínhamos que tirar para trocar a fralda. Acredito que o calorzinho e segurança sejam os diferenciais do produto, que deva ser uma delícia para o recém-nascido, que acaba se sentindo solto quando sai do útero da mamãe, né? Além disso, bebês e muitas crianças não aceitam ser cobertas, e a dica é perfeita para mantê-los quentinhos nos dias mais frios.

Onde: www.babyjack.com.br

Ginásio com Pianinho Fisher-Price

O primeiro brinquedo do Benjamin, assim como o do Theo, foi o tapetinho de atividades. A ideia é que os bebês fiquem à vontade para explorar seus movimentos e seu meio e articulem bastante pernas e braços.

Super curti esse ginásio do piano, porque ele tem, além do móbile, um piano que fica na posição dos pés para eles brincarem com música e exercitarem bastante o movimento de suas perninhas. E depois, o brinquedo muda de formato e, ao sentar, o bebê pode brincar de tocar música em seu tecladinho. Achei muito bacana e multifuncional.

Onde: www.gravidicasstore.com.br

Almofada de amamentação Miúdo Design

De todas as peças do meu bebê, nenhuma foi tão usada nos três primeiros meses quanto essa. Não usei apenas como suporte para ele ficar confortável ao mamar no meu colo. Usei para tudo! No primeiro mês, ela ficava dentro do berço e do carrinho, deixando o Ben aninhado e quentinho, como se estivesse no útero, bem encaixadinho. Precisei encomendar uma segunda capa logo nos primeiros 15 dias, para garantir a troca a cada lavagem – afinal, não passei um dia sem usar. A partir da segunda quinzena de vida, quando ele passou a ficar mais acordado, comecei a colocar a almofada sobre a minha cama, com ele sobre ela, para ficar bem acomodado e confortável em qualquer ambiente, sem encostar diretamente na superfície de itens que também são usados pelos adultos da casa.

Onde: www.miudo.com.br

Capa para bebê-conforto Amanda Machado

A capa de balões do bebê conforto, além de super fofa, é bem acolchoada e vem acompanhada de um suporte para a cabecinha do bebê, que a deixa bem acomodada e segura enquanto andamos de carro. No primeiro dia, ele deitou sem o suporte e ficou soltinho e desconfortável. Então, hoje não saio sem a capa. Além do conforto, o item é ótimo para manter a higiene do bebê conforto.

Onde: facebook.com/amandamachadobabycollection/

Almofada para banho Baby Pil

Liberdade na hora do banho. Simples assim! Só tive coragem de começar a usar quando ele fez 1 mês, pois antes ele só ficava bem e sem chorar na banheira, quando o colocava de bruços sobre o meu braço. O legal é que a almofada deixa o bebê deitadinho e confortável, com apenas a parte da barriga submersa na água. E ficamos livres para limpar, massagear e brincar com ele, sem a sensação de que ele pode escorregar para o fundo da banheira. A almofada absorve e mantém a temperatura da água, garantindo que o corpinho do bebê permaneça aquecido durante todo o banho. E é desenvolvida com material hipoalergênico, atóxico e antiácaros.

www.babypil.com.br

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *