Aventuras Maternas

Aprendendo a congelar papinhas

Muitas vezes, com a correria do dia a dia, a gente não consegue fazer a comida fresquinha para os nossos pequenos. Então, o melhor é congelar alguns potinhos para esses momentos para nunca precisar recorrer às papinhas industrializadas.

Abaixo, Camila Verdeja, criadora do Gourmet Jr, projeto de alimentação infantil saudável, e mãe do Santiago, 5 anos, dá ótimas ideias para congelar frutas e papinhas e assim deixar a vida mais prática – sem perder qualidade. Para essas dicas, Camila contou com a ajuda da nutricionista Fernanda Saccoletto, consultora do Gourmet Jr.

A melhor maneira de congelar a papinha:

Comece pelas quantidades: Se você costuma fazer a papinha só para o consumo imediato do bebê e vai começar a congelar agora, a dica é simples: prepare o dobro da quantidade de costume.

Passo a passo para congelar:

– Escolha o recipiente certo: os melhores são os de vidro (a tampa pode ser de plástico). Dá para congelar a vácuo também, em sacos plásticos que não permitem a entrada de ar.

– Faça um rótulo: uma etiqueta simples, escrita à mão, com o nome da papinha e o dia em que você está congelando. A validade é de, em média, 3 meses no freezer.

– Espere esfriar: deixe ficar em temperatura ambiente e feche bem o potinho. Só então leve ao congelador.

– Na hora de descongelar: tire a papinha do freezer uma noite antes de servir e deixe-a na geladeira. Nunca retire direto do congelador para a temperatura ambiente porque isso favorece o aumento de bactérias. Precisa descongelar de última hora? Coloque o potinho em banho maria ou no micro-ondas.

– A papinha congelada perde nutrientes? Um pouco. O teor de proteínas, carboidratos e lipídeos não se altera, mas pode existir uma perda mínima de vitaminas e minerais por conta do processo. Mas vale lembrar que, mesmo assim, o papá feito por você em casa e congelado é infinitamente mais saudável do que o industrializado.

E que tal aprender uma receita super prática? Essa papinha de legumes assados é uma delícia, tem um sabor diferente para o bebê e é um acompanhamento gostoso para os maiores.

Ingredientes: 1 xícara de batatas, 1 xícara de cenouras, 1 xícara de abóboras (de pescoço ou cabotia), 1 xícara de pimentões, 1 xícara de cebola, 1 xícara de tomate sem pele e sem semente, 4 dentes de alho amassados, Raminhos de alecrim e tomilho, Fio de azeite para regar, 3 xícaras de caldo de legumes, Sal e pimenta a gosto (somente na porção dos adultos)

Modo de fazer: Coloque todos os ingredientes em uma assadeira; regue com o fio de azeite -caso a assadeira não seja antiaderente, é bom untá-la com o azeite antes de colocar os legumes. cubra com papel alumínio e deixe assar em forno médio por 15 minutos. Retire o papel alumínio, mexa com uma colher e volte ao forno por mais 15 minutos. Retire os legumes e bata no mixer ou no liquidificador com o caldo de legumes. Vá acrescentando aos poucos até obter a consistência desejada. 

E congelar frutas? Pode?

Sim! É uma opção prática e faz com que elas durem mais. “Mas, claro, perde um pouco dos nutrientes: 15% para ser mais exata”, diz Camila Verdeja. Portanto, nada melhor do que consumir na hora. Mas com o corre corre nem sempre dá para comprar. Para se ter uma ideia, algumas frutas como morango, abacaxi e banana podem durar até 9 meses no congelador! E sem falar que você pode oferecer as que estão fora de época.

Não há restrições, a mamãe pode escolher entre já comprar as frutas congeladas ou fazer isso em casa. Se a ideia for congelar sozinha, algumas dicas podem ajudar a armazenar as frutas corretamente, ao natural (sem açúcar ou calda). Confira:

Abacaxi: corte em fatias ou pedaços e congele.

Ameixa: o ideal é cortá-la ao meio antes de congelar.

Amora: congele ao natural e deixe para lavar depois, somente na hora do consumo.

Cereja: antes de congelar, lave, seque e tire o caroço da fruta.

Coco: é possível congelar ao natural, em pedaços ou mesmo ralado.

Figo: congele inteiro e, na hora de servir, não deixe descongelar totalmente.

Goiaba: congele em suco ou em pedaços, com ou sem as sementes.

Jabuticaba: prefira congelar inteira.

Laranja: deve ser congelada em gomos, sem a pele branca e sem sementes, se preferir em forma de suco, esprema levemente, para que fique com mais gominhos.

Limão: o ideal é congelar em forma de suco. Dá para raspar a casca, guardar em vidrinhos e aproveitar em bolos.

Maçã: descasque, corte em fatias e retire as sementes, depois, mergulhe em uma solução de água e sal (2 litros de água e 1 colher (sopa) de sal) por 5 minutos. Congele com algumas gotas de limão ou laranja, para evitar a oxidação.

Maracujá: bata ligeiramente e congele como suco.

Manga: descasque e corte em fatias antes de congelar.

Melão: corte e descasque antes de congelar.

Pera: também deve ser congelada com gotas de limão ou laranja.

Pêssego: descasque e retire o caroço, congele com gotas de limão ou laranja.

Uva: bata as uvas no liquidificador e congele em forma de suco.

Informações: Assessoria de Imprensa

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *