Aventuras Maternas

Fundação Toyota e SGA Niterói anunciam Vou de Canoa no RJ

Levar conhecimento a crianças e jovens, gerando valorização e identidade com o bioma onde vivem de forma simples e aplicável. Esse é o principal objetivo do projeto socioambiental Vou de Canoa, idealizado pela escola de canoa polinésia Itaipu Surf Hoe e que conta com o apoio da Fundação Toyota do Brasil e da SGA Toyota Niterói.

Realizado na Praia de Itaipu, em Niterói (RJ), o Vou de Canoa contará com exposições, palestras, oficinas e proporciona a experiência de remar em uma canoa polinésia. O acervo do projeto conta com uma coleção inédita de amostras de areias de aproximadamente 200 praias de diversas regiões do mundo, com uma coleção de conchas com mais de 50 espécies diferentes e uma coleção de remos e miniaturas de canoas tradicionais, como a caiçara do Brasil, a polinésia, a viking dos países nórdicos, a canadense, entre outras. No total serão oito horas de atividades teóricas e práticas para alunos de escolas municipais. Em caso de interesse, outros públicos poderão ser atendidos.

Segundo Luiza Perin, educadora ambiental e remadora da Itaipu Surf Hoe, o ensino sobre meio ambiente é muito importante para a transformação social, uma vez que uma ação como essa integra ser humano e a natureza como parte da biodiversidade. “Para protegermos algo é necessário conhecermos. O Vou de Canoa nasceu sob essa perspectiva, por isso tem como principal público jovens e crianças, as futuras gerações responsáveis por tomadas de decisão”, explica.

A degradação ambiental ocorre por razões econômicas, sociais e, muitas vezes, também culturais. Para o diretor executivo da Fundação Toyota do Brasil, Otacílio do Nascimento, a mudança para este cenário só acontece por meio da educação. “Nós acreditamos que a educação para desenvolvimento humano é fundamental para a conservação do meio ambiente. Essa iniciativa busca exatamente isso: a sensibilização e o resgate de uma relação harmoniosa do cidadão com o meio em que vive” afirma o executivo da entidade, que estreia sua atuação no estado carioca com o Vou de Canoa.

É importante ressaltar, que o projeto está inserido em uma área de relevante interesse social, ambiental e cultural. A Praia de Itaipu abriga uma comunidade tradicional de pescadores e sua área marinha está legalmente protegida por lei sob uma Reserva Extrativista (RESEX) Marinha, além da região ser zona de amortecimento do Parque Estadual da Serra da Tiririca (PESET), uma Unidade de Conservação de proteção integral que protege ecossistemas de Mata Atlântica, manguezais, dunas e costões rochosos.

Neste primeiro semestre, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, a expectativa é atender mais de 400 crianças e jovens, entre oito e nove anos, de três escolas municipais da Região Oceânica: Escola Municipal Eulália da Silveira Bragança, Escola Municipal Professor Marcus Waldemar de Freitas Reis e Escola Municipal Maralegre.

O projeto poderá receber agendamento de turmas de escolas particulares e pessoas físicas. Nestes casos, a visita à exposição permanece com acesso gratuito, mas para a experiência em remada de canoa é necessário o pagamento de uma taxa. Os interessados para mais informações e agendamentos devem entrar em contato pelo e-mail ambiental@sgatoyota.com.br.

Informações: Assessoria de Imprensa.

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *