Aventuras Maternas

Limpeza e organização refletem cada pessoa

A casa não deixa de ser uma extensão de seus donos, refletindo sempre os gostos de cada um através da decoração dos cômodos e o estilo de vida das pessoas que nela moram. Mantê-la limpa e organizada não só proporciona bem-estar físico e mental, como também evita problemas de saúde e ajuda a relaxar nos momentos de folga, em que ficar em casa para descansar é a melhor opção. A limpeza de uma casa é capaz, inclusive, de mostrar a personalidade das pessoas que nela habitam.

Não é à toa que as residências das pessoas são chamadas de lares, pois devem abrigar de maneira confortável, saudável e agradável seus moradores. O inconsciente de cada morador vem à tona na maneira como ele organiza e limpa cada parte da casa. “A bem da verdade é que o exterior é um espelho para o interior de cada um de nós. Estando bem ou mal com nós mesmos, o lugar onde moramos quase sempre irá refletir o nosso estado de espírito”, declara José Roberto Campanelli, fundador e diretor da Mary Help.

Em muitos casos, pessoas que não estão bem emocionalmente, acabam deixando a casa bagunçada, uma vez que estão tentando solucionar problemas dentro de si. Inclusive, quando ainda há uma desordem também nos armários, com excesso de objetos e roupas caindo para todo canto, pode significar que essas pessoas têm dificuldades de desapegar, especialmente do que está remetido ao passado e às suas memórias, o que também é um aspecto a ser trabalhado.

Já aqueles que arrumam tudo ao extremo, que acreditam que tudo precisa estar em ordem e que ninguém é capaz de arrumar tão bem quanto ele mesmo, são em geral, pessoas bem detalhistas, críticas e com mania de limpeza. Elas acreditam que, enquanto a casa não estiver brilhando e o armário não estiver organizado até mesmo por cor, nada estará funcionando. Por serem tão perfeccionistas, é comum que não vivam bem e usem a limpeza e organização como uma espécie de válvula de escape para o estresse, ansiedade e até mesmo transtornos de humor, uma vez que esses indivíduos estão sempre preocupados, são exigentes e constantemente responsáveis demais, sem conseguirem relaxar.

“Os dois extremos são bem negativos, portanto, o ideal é conter os excessos e encontrar um equilíbrio, aprendendo que a casa não precisa ser minimalista e extremamente clean, como também não precisa estar abarrotada e suja”, explica.

De qualquer maneira, limpar a casa pode ser estressante independente do estado de humor da pessoa, ainda mais hoje em dia que a maioria das pessoas trabalha fora. “Quem nunca começou a limpar a casa com a maior disposição e, pouco tempo depois, se viu sentado no sofá pensando em qual tarefa poderia deixar para depois, que atire a primeira pedra. É muito comum procrastinarmos atividades que consideramos chatas ou trabalhosas. Contudo, esse hábito atrasa nossa rotina diária e consome um tempo que poderia ser mais bem aproveitado.”

Alguns truques podem ajudar as pessoas. Listas sempre são uma boa alternativa para guiar ações a serem realizadas. Assim, a pessoa não se esquece o que deve ser feito e consegue se organizar. Ao final de cada tarefa, colocar um “Ok” na lista dá ainda mais motivação. Colocar prazos para a conclusão das tarefas e se esforçar para cumpri-los também é importante, lembrando-se sempre de não deixar tudo para um dia só. Para quem gosta de ouvir música, é uma boa alternativa e o trabalho será mais leve e rápido.

Começar pela tarefa doméstica que menos gosta e que julga ser a pior e que se pudesse, não faria nunca, é melhor, pois quando o pior fica por último, a tendência é que o cansaço seja mais um motivo para que aquele trabalho seja adiado. Esqueça o celular, evite ficar em aplicativos de mensagens, joguinhos, afinal o tempo é precioso para que o serviço acabe mais rápido, e utilize técnicas para tornar a limpeza mais rápida.

Utensílios podem auxiliar. É possível conferir uma lista de utensílios que ajudam na limpeza, através deste link https://www.maryhelp.com.br/servico/faxineira . Por fim, criar recompensas, ajudarão e motivarão a fazer o trabalho.

Uma alternativa principalmente para quem quer abrir mão do controle e do descaso e pensa em delegar a função para outra pessoa, é contratar alguém para fazer o trabalho ou mesmo empresas especializadas neste tipo de serviço. “Independente da escolha, o importante é sempre tentar manter a casa organizada e limpa”, finaliza José Roberto.

Informações: Assessoria de Imprensa.

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *