Aventuras Maternas

O que fazer com os filhos durante a quarentena?

Por Paula Zukerman, empreendedora e influenciadora digital conhecida pela criatividade e pelo movimento “faça você mesmo”

A pandemia de COVID-19 fez o mundo se transformar radicalmente em menos de três meses. De uma hora para outra, nossas rotinas foram alteradas e tivemos que ficar confinados em casa como medida de prevenção para conter a propagação do vírus. Isso faz com que pais e filhos, que normalmente tinham momentos específicos em conjunto, passassem a dividir o mesmo dia a dia. Para a situação ser benéfica para todos, confira cinco dicas valiosas de convívio com os pequenos durante a quarentena:
1 – Busque atividades de acordo com seu perfil
A primeira dica é compreender que cada família tem particularidades que precisam ser respeitadas. Ou seja, o que funciona em uma casa pode não funcionar na outra. Dessa forma, o importante é fazer e buscar atividades que tanto os pais quantos os filhos se sintam confortáveis em fazer. Se os familiares gostam de criar brincadeiras em conjunto, então mão na massa! Se querem pintar ou desenhar, então providencie um “espaço artístico”. O importante é aproveitar o tempo juntos para brincarem.
2 – Aproveite o tempo a mais para ampliar a conexão com eles
É claro que há famílias em que os pais precisam trabalhar, mas o que a quarentena possibilitou foi uma aproximação maior com os filhos. Dificilmente em uma rotina normal era possível passar tanto tempo juntos como agora. Dessa forma, é o momento ideal para descobrir quais temas e brincadeiras os pequenos mais gostam de fazer e como se conectar ao universo deles. Buscar pontos em comum e estimular essas atividades é uma forma de deixar o período de isolamento social mais leve e divertido.
3 – Crie memórias afetivas e boas lembranças
Vivemos uma situação atípica que requer cuidados, evidentemente. Para os filhos, esse momento também pode ser traumatizante, com mudança de rotina e afastamento dos amigos e familiares mais próximos. Uma forma de prevenir isso é transformar o período em casa em fonte de memórias afetivas e boas lembranças no futuro. Como? Simplesmente estando próximo das crianças e envolvendo-as na rotina da casa. Lá na frente, quando elas crescerem, a quarentena terá sido a época em que mais se divertiram com os pais.
4 – Respeite suas limitações
De repente você e seus filhos tiveram uma ótima ideia de brincadeira, mas na hora de executá-la descobriram que precisam de mais espaço e/ou materiais do que tinham planejado anteriormente. Não se frustre. O importante aqui é entender suas limitações e encontrar alternativas para as atividades planejadas. Mais legal do que a diversão em si é o processo que conecta adultos e crianças ao mesmo objetivo. A grande maioria das crianças ama se envolver na construção de iniciativas criativas.
5 – Respeite os momentos mais introspectivos
Quarentena não significa, evidentemente, que todo o tempo livre precisa ser preenchido com atividades, brincadeiras e conversas. Dessa forma, é comum que todos (pais e filhos) tenham momentos mais solitários. Dessa forma, respeite essa opção quando a criança quiser ficar sozinha e não se cobre tanto se você não estiver dando atenção demais aos pequenos. Todos precisam ter essas situações individuais para reflexão e cuidados. A introspecção é uma grande oportunidade para nos reinventarmos, nos desafiarmos e darmos espaços a outras atividades que não conseguimos aplicar no dia a dia. Lembre-se de que a pandemia de COVID-19 trouxe uma mudança drástica pelo qual precisamos nos reinventar. É um processo e, como tal, é comum ter ocasiões assim.

Informações: Assessoria de Imprensa.

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *