Aventuras Maternas

22 dicas para as mães aliviarem o estresse durante a quarentena

Por Redação AM

Os últimos meses não têm sido fáceis para ninguém, mas para as mães, especialmente as que não contam com rede de apoio de nenhum lado, está ainda pior.

A seguir, reunimos 22 dicas para ajudar as mães nesse momento tão desafiador.

1. Tente fazer terapia, seja online, em grupos ou presencialmente. Para quem não tiver condições de pagar, há atendimento popular em diversos locais. Busque informações desses locais gratuitos em sua cidade. Além disso, procure redes de apoio para trocar ideias, experiencias e afins;

2. Evite consumir tanta informação. É preciso se atualizar, sim, mas com parcimônia. O excesso de informações pode confundir e gerar um pânico incontrolável;

3. Cuidado com as fake news. Nem tudo que é divulgado é real. Se uma informação chamar a sua atenção, tente saber se é verdadeira;

4. Dedique-se à leitura ou assista a um programa que te faça esquecer um pouco esse momento.

5. Procure praticar algum exercício em casa, pois isso trará a sensação de prazer e bem-estar, e certamente vai desestressar;

6. Cuide da sua alimentação e beba bastante água;

7. Em momentos de estresse, tendemos a nos isolar, mas tente não fazer isso. O contato com as pessoas, ainda que por uma tela ou um app como Whatsapp, é importante para que não desenvolva uma possível fobia social;

8. Mostre o que está sentindo, fale mais claramente, externe seus sentimentos, demonstre afeto por quem quiser. Diga que ama e sente saudade se quiser dizer; abrace seu filho. Esses sentimentos alimentam a alma – e, cientificamente falando, isso pode favorecer o aumento de sua imunidade, pela estimulação dos neurotransmissores;

9. Pratique a empatia e auxilie o outro no que for possível. Isso fará bem ao outro e mais ainda a você. Se sentindo cooperativa e útil, a mulher consegue se perceber em uma rede de pertencimento e isso aumenta a autoestima;

10. Se quiser, aproveite estes momentos para se cuidar. Cuide do corpo, cabelo, pele… O autocuidado promove o amor próprio e fortalece a mente para receber situações conflituosas;

11. Não tente antecipar tudo ao seu redor. É preciso ter calma e viver um dia de cada vez. Não se cobre além da conta. Se não der para fazer hoje, relaxe e faça amanhã. Elimine as culpas desnecessárias e as cobranças que geram as autopunições e a autossabotagem;

12. Tente organizar a sua rotina para evitar uma possível crise de ansiedade;

13. Procure praticar meditação. Há muitos aplicativos que ajudam na pratica. Além disso, há perfis no Instagram com esse tipo de conteúdo;

14. Evite se preocupar e pensar excessivamente no futuro, assim como se punir com pensamentos negativos ao que possa ter acontecido no passado;

15. Tenha um tempo apenas para você, para se dedicar às atividades que te dão prazer, seja lá o que for. O importante é ter um tempo para si;

16. Evite o uso frequente de álcool, que está sendo tão comum nesse período. Não é uma proibição, mas, se beber, faça com moderação;

18. Não fume ou use outras drogas ilícitas, que podem gerar gatilhos. O mesmo vale para remédios – não tome nada que não tenha sido prescrito para você e por médicos que a conheçam;

19. Tente enxergar o lado bom do que está acontecendo, por mais difícil que possa parecer;

20. Se for possível, mantenha o sono regular. Relaxar corpo e mente é fundamental para enfrentar esses dias;

21. Se tiver uma área externa disponível, tome sol diariamente. Tomar sol aumenta os níveis de serotonina – quando a quantidade de serotonina é insuficiente, surgem sintomas como a depressão, entre outros problemas;

22. Se o desespero bater em algum momento e achar que não vai conseguir se controlar, procure associações como Centro de Valorização da Vida. Muitas vezes, palavras de apoio e empatia podem mudar a maneira como estamos enxergando o mundo.

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *