Aventuras Maternas

Volta às aulas: conheça cuidados importantes com a saúde de crianças e adolescentes

Com a retomada gradativa de algumas atividades, o melhor momento para o retorno às aulas vem sendo discutido por vários estados e municípios do país. Neste cenário, medidas de segurança são adotadas, como uso de máscara, disponibilização de frascos de álcool em gel 70% e aferição da temperatura corporal, mas outras medidas em benefício da saúde de crianças e adolescentes merecem atenção.

Uma delas é a manutenção de um calendário vacinal atualizado. Com a ressocialização e o aumento do contato entre as pessoas, é importante que crianças e adolescentes estejam protegidos contra outras doenças para as quais já existem prevenção, como meningite, sarampo, pneumonia, catapora, coqueluche, entre outras.

Segundo Emersom Mesquita, infectologista e gerente médico de vacinas da GSK, o ambiente escolar favorece o contágio de muitas doenças imunopreveníveis. “É crucial que os pais saibam da importância de imunizar e atualizar a caderneta de vacinação das crianças e dos adolescentes antes da volta às aulas. O aumento do contato social através do retorno às escolas, favorece a exposição dos indivíduos ao contato com diversas doenças para as quais já existem vacinas disponíveis. Por exemplo, nosso país vem observando o retorno e expansão do sarampo em determinadas regiões. A transmissão do sarampo se dá pela tosse ou espirro, por exemplo, mesma forma de transmissão da própria COVID-19, hoje tema de discussão principal para definição do melhor momento de volta às aulas. Outro exemplo é a meningite, transmitida de pessoa a pessoa por meio de secreções e gotículas do nariz e garganta”, alerta Emersom.

Vacinação de rotina é um serviço essencial e deve ser mantida mesmo durante a pandemia

A recomendação das principais instituições de saúde no mundo, como Organização Mundial de Saúde (OMS) e Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), além do Ministério da Saúde, Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), é que a vacinação de rotina deve ser mantida mesmo nesse cenário de pandemia. A interrupção da vacinação, mesmo que por um breve período, pode aumentar a probabilidade de surtos e o número de indivíduos suscetíveis à graves doenças imunopreveníveis.

O retorno das crianças e dos adolescentes às escolas reforça a importância dessa recomendação. “Com a pandemia da COVID-19 vimos uma queda preocupante nas coberturas vacinais. É preciso destacar que, além do benefício individual, a vacinação traz benefícios coletivos através da proteção ou imunidade de rebanho – a proteção ou imunidade de rebanho ocorre quando indivíduos vacinados e que desenvolveram proteção interrompem a transmissão de uma doença para indivíduos não vacinados ou que não desenvolveram proteção -. Por isso, é tão importante mantermos o calendário de vacinação em dia, e não apenas das crianças, mas também dos pais e das demais pessoas que estão no convívio social”, afirma o médico.

Proteção contra mais de 40 doenças

O Ministério da Saúde orienta a vacinação em todas as faixas etárias de acordo com o calendário do Programa Nacional de Imunizações (PNI) e todas as vacinas recomendadas no PNI estão disponíveis gratuitamente nos postos de saúde pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Essas vacinas oferecem proteção para diversas doenças como poliomielite, coqueluche, hepatite, tuberculose, pneumonia, meningite, febre amarela, sarampo, gripe, entre outras.6-9 Ao todo, o programa contempla 19 vacinas que protegem contra mais de 40 doenças.

A Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) possuem calendários de vacinação com recomendações que complementam o PNI, abrangendo também vacinas que atualmente só estão disponíveis na rede privada, para a imunização não apenas das crianças, mas de todas as faixas etárias.

Material dirigido ao público geral. Por favor, consulte o seu médico.

Informações: Assessoria de Imprensa.

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *