Aventuras Maternas

A importância de valorizar cantigas tradicionais como entretenimento

Por Marcos Luporini, Diretor Musical da Bromélia Produções, dona da marca Galinha Pintadinha, fenômeno da internet e uma das personagens infantis mais amadas pelos pequenos

Não é exagero dizer que não há adulto que não tenha escutado e se divertido com uma cantiga tradicional durante a infância. Elas fazem parte da cultura e são importantes instrumentos lúdicos para as crianças e excelente estímulo à musicalidade delas.

As cantigas, no entanto, são muito mais do que uma brincadeira e representam um grande papel no desenvolvimento infantil.

Quem convive com crianças em fase pré-escolar sabe que as cantigas de roda são úteis como suporte pedagógico e como entretenimento.  A música, para  os pequenos, é um meio de desenvolvimento e uma atividade lúdica.  Ambas contribuem para o processo de aprendizagem.

Um estudo realizado por professores e técnicos que desenvolvem seus trabalhos em creches municipais, intitulado “A importância da cantiga de roda como instrumento de aprendizagem na educação infantil”,  diz que essas canções possibilitam articular as linguagens oral, gestual, corporal, musical, além de proporcionar que as crianças interajam com o meio social e cultural.

A razão para tudo isso é que as canções, por serem repetidas constantemente, contribuem para a melhora do vocabulário e até da dicção. Estimulam também a memória dos pequenos, suas habilidades de comunicação e de compreensão do mundo. Como normalmente são acompanhadas de movimentos corporais, danças e palmas, elas conferem ritmo, fortalecem o tônus muscular e transmitem a noção de tempo e espaço para os pequenos.

Outro bom exemplo são as canções de roda, ótimas para serem cantadas em grupo, contribuindo, dessa maneira, para o entrosamento e a socialização. E, neste mundo digital, elas podem ser até mesmo uma diversão para se fazer em casa e em qualquer lugar, sendo a internet uma grande aliada na preservação e disseminação das cantigas.

Enquanto as crianças se desenvolvem brincando, estão ajudando a manter nossos ritmos e tradições vivas. Inclusive, essas canções podem ser consideradas como parte do patrimônio imaterial e cultural do país.

Como se vê, essa brincadeira de cantigas de roda é uma coisa séria.

Informações: Assessoria de Imprensa.

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *