Aventuras Maternas

Férias na pandemia: 05 dicas de livros infantis para ler com seu filho em casa

O ano de 2020 foi meio atípico. Com as crianças em casa, o sentimento de férias, mesmo sem estar, foi inevitável. Os pais, desesperados, tiveram de se desdobrar para tentar minimizar os impactos da pandemia na vida dos filhos e a falta do contato físico dos pequenos com seus amigos. Agora, enfim, as férias chegaram. E não é porque entraremos em um novo ano, que as coisas mudaram. A Covid-19 ainda nos ameaça e é preciso cuidado. A melhor alternativa é manter as atividades de lazer em locais sem aglomeração. E, para entreter de forma educativa, sem riscos, uma boa dica é incentivar a leitura.

Conheça opções de escritores da literatura clássica e contemporânea que contribuirão para o saber dos pequenos.

Ulisses no Reino das Letras Douradas – da escritora contemporânea Isa Colli – o livro educativo que ensina sobre o valor da amizade, incentivando o amor pela leitura, é inspirado no universo das monarquias. O personagem central é Ulisses, um livro antigo e desgastado pelo uso, que tem o sonho de chamar a atenção da menina Iná. Ela visitava todos os dias a biblioteca que ele morava e escolhia um exemplar diferente para ler e se divertir.

A história pretende despertar o valor a tudo que temos. A obra vem com atividades lúdicas para as crianças aprenderem ainda mais.

O Pequeno Príncipe Preto – Rodrigo França, outro escritor da atualidade que, com seu livro, pretende mostrar que todo menino é um rei.

Marcelo, Marmelo, Martelo – escrito por Ruth Rocha, é um dos favoritos dos pequenos. O título traz situações do cotidiano de forma encantadora.

Menino Maluquinho – referência para várias gerações, o moleque levado do escritor Ziraldo, de bom coração, marcou muitas gerações.

Sítio do Pica Pau Amarelo – a obra de Monteiro Lobato atravessou gerações — e fez de Pedrinho, Narizinho, Emília, Dona Benta e Tia Nastácia quase membros da família brasileira…

Informações: Assessoria de Imprensa.

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *