Aventuras Maternas

Coronavírus: Compartilhar escova de dente pode comprometer a sua saúde bucal

Todo mundo já compartilhou a escova de dentes pelo menos uma vez. Afinal, emprestar algo pode ser visto como um gesto de carinho. Porém, com a escova de dente isso jamais deve ser feito, especialmente com crianças. Isso porque a função da escova é remover a placa bacteriana da boca, e quando você empresta sua escova de dente para outra pessoa, está promovendo uma infecção cruzada.

Segundo a cirurgiã dentista Daniela Yano, da clínica Sorriso Santana, quando realmente não tem outra opção e é preciso escovar os dentes, essa escova precisa ser bem higienizada, de preferência com água quente ou com o uso de algum anti séptico bucal que indicado apenas para os adultos.

Já adultos e crianças não devem nunca compartilhar a escova, porque a bactéria que vive na boca de um adulto é muito diferente da bactéria que vive na boca de uma criança. “Então, mesmo se por carinho, pensar em usar sua escova no seu filho, levará bactéria da fase adulta para a fase infantil e isso pode prejudicar a boca do seu filho”, explica Daniela. E complementa: “é importante saber que para a não formação da cárie, a desorganização da placa bacteriana já é suficiente, e, quando escovamos, desorganizamos ela. Então, na falta de uma escova de dente na mão, pode ser utilizado uma gaze ou uma fralda de pano enrolada no dedo com creme dental ou um anti séptico bucal para desorganizar essa placa” – mas a dentista alerta que esse processo não ser feito todos os dias, apenas em situações que não há outra opção para fazer a higiene bucal diária.

Informações: Assessoria de Imprensa.

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *