Aventuras Maternas

Pequenos cortes, grandes responsabiidades

cortes-de-cabelo-infantil-masculino-tt-width-640-height-420-crop-1Em poucos meses de vida, as crianças já demonstram personalidade e estilo. Já podemos perceber sorrisos, quando escolhemos uma determinada cor de roupa, um sapato mais aberto ou fechado. Algumas bebês ficam até com a cabeça durinha para o lacinho não cair. Mas, hoje o assunto aqui são os meninos. Eles também já mostram o que querem nos primeiros anos, em especial, no corte de cabelo, que, em geral, acontece antes e mais vezes do que com as meninas. “É isso que vemos, pais e mães já levam os pequenos, ainda no colo, para fazer o primeiro corte de cabelo, com direito a fotos e uma mecha de cabelo, que os pais levam como souvenir”, diz Rober Borsato, do Red Salon Homem, a primeira rede de salões masculinos do Brasil.

Mas, a ida ao salão nem sempre é fácil para os meninos de  pouca idade. Muitas das vezes as visitas são acompanhadas com muito choro. Para isso é interessante procurar salões que tenham uma estrutura que mantenha os pequenos entretidos e relaxados. Vídeo game  ou ate mesmo as telas de TV individual oferecemos aos pequenos clientes uma distração enquanto os profissionais fazem seus trabalhos.

As mães costumam querer querem algo especifico.  “Quando querem um corte mais atual nos filhos e não o corte  “Romeuzinho” de sempre, geralmente se espelham em alguma celebridade  do futebol ou da tv”, conta Rober que dá algumas dicas abaixo para a hora do corte:

Exigentes: Diferentemente dos bebês, que ainda não sabem o que pedir, os garotos já mostram o que querem e normalmente pedem um corte parecido com o jogador de futebol que mais gostam. Muitas vezes sempre tem um “pitaco” para dar sobre o corte, então temos que ficar ligados no que querem. Quando sabem o que quer, ficam mais exigentes e mandam acertar até ficar como na foto”.

Saiba entreter: Ainda sobre garotos no salão, o empresário fala sobre a importância de entretê-los. “No Red, temos videogames, refrigerantes e balas. Além disso, é preciso paciência do profissional, interagindo, algumas vezes, com histórias. Para isso, ficar ligado no que está em evidência no universo infantil é fundamental para poder falar na linguagem deles. Assim, eles ficam mais à vontade e isso ajuda bastante na hora do trabalho, pois o tempo passa da forma mais leve e prazeirosa para os meninos.”

Cortes arrepiados: geralmente requerem um pouquinho mais de trabalho e  atenção, sendo necessário a aplicação de um produto para fixação do  cabelo, que pode ser um gel ou uma pomada fixadora. Dependendo da idade da criança, eles fazem questão de levar o produto  que o profissional usou para repetir o feito em casa e manter o efeito  e resultado do salão.

Recomendamos gel que não tenha álcool como base do produto ou pomadas  mais secas para não derreter no sol etc. Mas em geral não existe uma  regra para o uso desses produtos desde que seja feita na quantidade  indicada. Não necessariamente e preciso usar produtos químicos para manter um  corte arrepiado, porém somente com a ajuda do produto pode se garantir  que o cabelo fique no estado desejado.

Atenção, mamães: Quando o pequeno não quiser cortar o cabelo, não insista, pois isso pode criar uma aversão a episódios futuros. O melhor é levá-lo para casa e voltar em outro momento com mais calma.

 

 

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

1 ComentárioDeixe seu comentário

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *