Aventuras Maternas

Gêmeas idênticas entraram em trabalho de parto juntas

Jéssica, à esquerda, e Joyce deram à luz Valentina e Emanuelle no domingo (26) (Foto: Arquivo Pessoal)

Jéssica, à esquerda, e Joyce deram à luz Valentina e Emanuelle no domingo (26) (Foto: Arquivo Pessoal)

Que a conexão entre gêmeos é incrível já se sabe. Mas passar pelo trabalho de parto juntas é quase inacreditável. Foi isso que aconteceu com Jéssica e Joyce, gêmeas idênticas de 23 anos. A ligação entre as duas sempre foi muito forte, mas elas nunca imaginaram que engravidariam no mesmo período e de meninas.

As duas passaram os nove meses trocando experiências. Joyce Lino Borges já tinha um filho e podia ajudar a Jéssica, que é mãe de primeira viagem. As irmãs contam que descobriram a gravidez na mesma época. Joyce, porém, estava duas semanas adiantada. “Estava já com 40 semanas e no sábado comecei a sentir uma dor bem fraquinha, nem estava dando muita importância. Então minha irmã me falou pelo celular que também estava sentindo dores. Aí contei pro meu marido que nós duas estávamos sentindo dorzinha”, conta Joyce, que é pescadora e vive em Içara.

As duas continuaram se falando por mensagem ao longo do dia. Quando as dores aumentaram, na noite de sábado (25), a família inteira foi para o Hospital São Donato. “Viemos em caravana”, conta o marido de Jéssica, o professor de educação física Luis Augusto de Moreira. “Chegamos todos juntos. A gente não acreditava que elas fossem nascer juntas, foi um fato inédito”, lembra o motorista Jorge José Bezerra Júnior, marido de Joyce.

As irmãs foram levadas para a mesma sala e ficaram lado a lado durante o trabalho de parto, que atravessou a madrugada. “A Jéssica estava sentindo mais dor. Eu quase fui liberada para voltar para casa, mas fiquei para dar apoio a ela e acabou que minha filha nasceu antes”, conta Joyce.

Juntas no trabalho de parto
Durante o trabalho de parto, elas contam que deram apoio uma à outra. “Mas não falávamos muito, estávamos desnorteadas de dor”, lembra Joyce, que teve o primeiro filho, hoje com 6 anos, de cesariana. “Eu estava muito ansiosa”.

Em meio às fortes contrações, Jéssica viu Joyce dar à luz Emanuelle às 8h de domingo. “A hora em que ela nasceu, acelerou meu processo, que estava demorando”, conta Jéssica. Às 11h, nasceu Valentina.  Desde então, as duas viraram atração na maternidade. “Toda hora vem alguém no quarto querendo saber das gêmeas que tiveram neném”, diverte-se Joyce.

Emanuelle, filha da Joyce, nasceu primeiro, pesando 2,7 quilos e com 47 centímetros. Três horas depois veio a Valentina, filha da Jéssica, com 2,8 quilos e 48 centímetros.

Essa conexão chamou a atenção dos profissionais do Hospital São Donato, em Içara, no sul de Santa Catarina. “A conectividade delas foi o que ocasionou as duas virem junto e sentir essas emoções”, diz a enfermeira Cláudia Copetti.

Mas susto mesmo levaram os maridos. Quando as dores começaram, a família partiu em peso para o hospital.

Luís Bezerra Júnior, pai da Valentina, dividiu a experiência de ser pai com o cunhado, Jorge José Bezerra. Os dois ficaram na sala de parto acompanhando as esposas.

Fonte: O Globo

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *