Aventuras Maternas

Informação sobre vacinas contra a febre amarela

mosquitoCasos da febre amarela estão aparecendo no Rio nos últimos dias. Embora fosse um assunto já tratado pelas autoridades em outros estados, o Governo do Estado do Rio de Janeiro apenas confirmou casos – com uma morte – esta semana.

O clima de medo é natural. Por isso, é importante falar sobre a campanha de vacinação, que começaria em abril, mas foi antecipada em vários municípios, como Araruama, Casimiro de Abreu (onde houve a morte confirmada), Rio das Outras, Sumindouro, Campos dos Goytacazes, entre outras. O restante do Estado conta com alguns postos com vacina, mas a campanha oficial ainda não começou. A explicação para a quantidade de vacinas ainda ser insuficiente nesses postos é devido ao que  acontecia antes do surto: a vacina para a febre amarela era ministrada apenas para quem ia viajar para áreas de risco. Entretanto, com o que tem ocorrido, todos poderão ser vacinados, mas gradualmente. Ou seja, tirando essas área de risco, as outras cidades vão começar no final de março/início de abril.

Vale lembrar que pessoas que nunca tomaram a vacina, devem tomar a primeira dose nesta primeira fase da campanha e novamente daqui a 10 anos. Para quem tomou a primeira dose há mais de 10 anos, deve tomar o reforço agora, ficando imunizado pelo resto da vida. Quem tomou há menos de 10 anos, ainda está imunizado, porém, ao completar esse tempo, é preciso tomar o reforço. E para aqueles que já tomaram duas doses, não precisam tomar mais, pois estão imunizados.

A febre amarela é causada por vírus e transmitida por mosquitos, inclusive o  Aedes aegypti, que também transmite a dengue. Entre os sintomas, estão febre, dor de cabeça, náuseas e vômitos. Os casos graves podem causar doenças cardíacas, hepáticas e renais fatais.

Para tirar algumas dúvidas sobre a febre amarela, conversamos com a infectologista Maria Luisa do Nascimento Moura, do Hospital Samaritano de São Paulo.

  1. Todo mundo precisa vacinar ou apenas quem vai para algum local?

A vacinação deve ser realizada para todas as pessoas que residem ou viajarão para áreas de risco de febre amarela e que não tenham contra-indicação para a vacina. As informações sobre as áreas de risco podem ser encontradas no site do Ministério da Saúde (www.saúde.gov.br).

  1. Tem idade mínima?

A idade mínima para a vacinação é de 6 meses. Nas regiões em que o surto não está ocorrendo, a recomendação é a partir dos 9 meses para que exista mais chance de desenvolvimento de anticorpos.

  1. Quais as reações que podem acontecer com a vacina e crianças? E em adultos?

Tanto em adultos como em crianças pode haver dor no local da vacina, febre e mal-estar, porém, os efeitos são raros em pessoas que não têm deficiências de imunidade.

  1. Caso alguém já tenha se vacinado, quanto tempo “dura” a vacina?

A vacina tem validade de 10 anos para pessoas maiores de 5 anos. Nas crianças, a recomendação é de vacinação aos 9 meses e aos 4 anos de idade.

  1. Como se precaver? Repelente? Algum alimento? Fale sobre isso.

A principal forma de prevenção é a vacinação, que deve ocorrer em pessoas que vão para regiões rurais e de mata e nas áreas de risco. Nessas áreas, também é recomendado o uso de repelentes, uso de roupas de manga comprida e calças para evitar picadas.

  1. A vacina é dada pelo Governo em postos ou apenas em hospitais particulares?

A vacina é disponibilizada pelo Ministério da Saúde e está disponível em Unidades Básicas de Saúde de todos os municípios do país, segundo esse órgão.

  1. Algum site, email ou telefone de contato para as pessoas se informarem caso tenham alguma duvida?

Mais informações podem ser obtidos no site do Ministério da Saúde:  http://bvsms.saude.gov.br/bvs/febreamarela/index.php

  1. Mais alguma informação que queira compartilhar?

É importante lembrar que gestantes, pessoas com alergia a ovo, pessoas com mais de 60 anos e pessoas com deficiências de imunidade não devem tomar a vacina. Em casos de situações de muito risco, consultar sempre um profissional de saúde para avaliação. Em viajantes, a vacinação deve ser realizada 10 dias antes da viagem.

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *