Aventuras Maternas

Adolescentes fazem bioglitter com gelatina vegetal e corantes naturais

Carnaval é época de folia, mas também de se preocupar com a natureza. Os estudantes do 9º ao 3º ano do Ensino Médio do Colégio Marista São José Barra aprendem em sala de aula a produzir bioglitter para curtirem a festa sem fazer mal ao meio ambiente. Com o auxílio dos professores, os adolescentes substituem o glitter tradicional, feito de plástico e alumínio e nocivo à fauna marinha, por uma mistura sustentável e vegana, feita com ágar-ágar (gelatina vegetal) e mica, além de corantes naturais de beterraba, cenoura e repolho roxo, que dão o colorido final.

Divididos por turmas, além de colocarem a mão na massa, os alunos unem as áreas de conhecimento de linguagens, humanas, natureza e matemática na elaboração de tutoriais sobre o produto, na criação de um website com as informações obtidas no projeto, na produção do trabalho científico, com relatório de pesquisa, e na formatação da “empresa” e seu plano de identidade visual.

Já os estudantes do Ensino Fundamental 2 se dedicam à produção do eco confete. Os grupos recolhem folhas secas caídas das árvores e usam furador para dar o formato.

O bioglitter e o eco confete serão distribuídos para toda a comunidade acadêmica durante o CarnaMarista, que reúne os estudantes num grande baile de carnaval, nessa sexta-feira (01). Também participam da festa os ritmistas da Escola de Samba União do Parque Curicica, a porta-bandeira Gabriella Figueira, da Vila Kennedy,  e o mestre-sala Fábio Rodrigues, da Império da Tijuca.

Informações: Assessoria de Imprensa

 

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *