Aventuras Maternas

Danone Nutricia promove 7º Curso de Imersão 1000 Dias

A Danone Nutricia, divisão de nutrição especializada da Danone, promoveu, na última quinta-feira (24), a 7ª edição do “Curso de Imersão 1000 Dias: mil dias de nutrição em um dia de conhecimento”. O evento reuniu, de forma remota, especialistas de diferentes áreas para abordar a importância da nutrição adequada neste período para o desenvolvimento infantil, além dos impactos à longo prazo no ambiente familiar e na sociedade como um todo.

Os Primeiros 1000 Dias englobam o período desde o primeiro dia de gravidez até os dois anos de idade das crianças. É um período conhecido como “intervalo de ouro”, de intenso crescimento e desenvolvimento infantil. Dessa forma, Arthur Lorenzetti, diretor de Pediatria da Danone Nutricia, e Márcia Schöntag, diretora de Medical Affairs e Acesso, iniciaram o evento abordando a importância dos primeiros mil dias, ressaltando os grandes impactos no desenvolvimento emocional e cognitivo das crianças, assim como na sociedade e na economia como um todo.

Além disso, Arthur e Márcia também destacaram as principais iniciativas da Danone Nutricia sobre o tema, que envolvem estudos, parcerias e, até mesmo, discussões governamentais com o intuito de ampliar o conhecimento sobre o assunto e reforçar práticas que possam contribuir de forma significativa para este cenário. Um dos exemplos citados foi a construção de salas de amamentação, iniciativa que começou dentro da sede da Danone e a empresa ampliou para outras organizações e maternidades, com o intuito de trazer mais facilidade e conforto neste momento tão importante para as mães.

O evento também contou com a participação do pediatra André Laranjeira, com a palestra “Aplicando os 1000 Dias na prática clínica do dia a dia do pediatra”. Durante sua apresentação, o profissional destacou o papel do pediatra, ao lado do obstetra e da rede multidisciplinar materno-infantil, como agentes da mudança tanto na educação de pais e cuidadores, quanto na implementação de intervenções preventivas e na promoção da saúde por meio da prática profissional. “As ações em conjunto, que envolvem desde o período de concepção, momento do parto e programas de apoio parental nos primeiros anos de vida das crianças, ajudam a promover experiências saudáveis, estimular a parentalidade responsável, orientar sobre a nutrição adequada e fortalecer vínculos, vitais para a saúde mental e emocional das crianças”, explica o profissional.

Além disso, na mesa redonda realizada por profissionais transdisciplinares, como a obstetra Lilian de Paiva Hsu, a nutricionista Carolina Pimentel, a psicóloga e terapeuta familiar Tais Masi e a pediatra Ana Escobar, a importância de nutrir, cuidar e estimular foi o principal ponto discutido. Durante suas apresentações, as profissionais também ressaltaram a importância do atendimento global e da orientação multidisciplinar para garantir não só uma nutrição adequada, mas também todos os estímulos, experiências e cuidados necessários para as crianças no período, que impactam em seu amplo desenvolvimento e, principalmente, em suas relações futuras.

Já o Ricardo Halpern, fundador do Departamento Científico de Comportamento e Desenvolvimento da SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria), abordou a influência de fatores ambientais no desenvolvimento infantil. O especialista ressaltou como as interações diárias com a família e o engajamento na comunidade são alguns dos aspectos responsáveis pelo desenvolvimento da competência social das crianças. “O sistema familiar funciona como um móbile, em que é preciso ter estabilidade. Neste sistema, as interações interpessoais, as alianças, a adaptabilidade e o modo como a família atua em situações de estresse, por exemplo, possuem impacto direto na formação do indivíduo competente”, detalha.

Por fim, o economista e professor do INSPER Naércio Menezes Filho ressaltou os impactos do investimento na primeira infância para as famílias e para a sociedade. O profissional apontou que o investimento em políticas públicas na primeira infância possui maior retorno para a sociedade e evita gastos futuros, além de ressaltar o impacto das instabilidades econômicas no ambiente e nas interações familiares, o que afeta, consequentemente, o desenvolvimento das crianças. “No Brasil, temos cerca de 18,5 milhões de crianças na faixa etária de 0 a 6 anos. Dentro deste número, 15% vivem em situação de pobreza, com restrições importantes para o seu crescimento, como falta de saneamento básico e moradia digna. Para um futuro mais sustentável, é preciso igualar oportunidades, principalmente com a reformulação de programas sociais, para garantir que todas as crianças, independentemente de renda, cor, sexo e região, tenham acesso a nutrição adequada, ambiente familiar afetivo e seguro, sejam estimuladas e tenham uma educação de qualidade para, assim, atingirem um desenvolvimento saudável”, pontua.

A missão da Danone Nutricia é transformar vidas por meio da nutrição, que se torna ainda mais importante dentro do conceito de Primeiros 1000 Dias. “Com o Curso de Imersão 1000 Dias, temos como objetivo educar e conscientizar cada vez mais os profissionais da área sobre a importância do período para garantir o desenvolvimento integral da criança e, também, proporcionar impactos positivos no ambiente familiar e nas futuras gerações”, explica Arthur Lorenzetti.

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *