Aventuras Maternas

Tempo seco em meio à pandemia: os cuidados necessários com doenças típicas da primavera

A chegada da primavera traz doenças típicas da estação. Rinite e conjuntivite alérgica, para citar dois exemplos, podem agravar com o tempo seco. Para a pediatra Patrícia Rezende, do Grupo Prontobaby, as manifestações mais comuns em crianças são tosse, sangramento do nariz e ressecamento das vias aéreas e dos olhos.

“Devido às mudanças repentinas do tempo, algumas crianças costumam ter tosse e nariz escorrendo. Além disso, o desabrochar das flores  libera substâncias alergênicas no ar, como o pólen. Isso pode provocar rinite sazonal ou conjuntivite alérgica”, explica.

Mas, em meio à pandemia, o que fazer se o filho apresentar algum desses quadros? A pediatra Patrícia Rezende esclarece a seguir. Confira:

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a umidade do ar deve ficar acima de 60%, mas a forte massa de ar seco que predomina no Brasil pode trazer consequências à saúde das crianças, principalmente as que sofrem com problemas respiratórios. Pode explicar quais as manifestações mais comuns nas vias respiratórias devido ao tempo seco?

As manifestações mais comuns em crianças são tosse, sangramento do nariz e ressecamento das vias aéreas.

O que é indicado fazer para aliviar o desconforto respiratório?

É indicado lavar as narinas com soro fisiológico, que também existe na formulação em gel, para hidratar a região. É importante usar umidificador de ar no ambiente, principalmente no quarto das crianças. Atenção para a higienização do umidificador: não deixe de higienizá-lo frequentemente para que ele não acabe fazendo mais mal do que bem. Se você for usar o ar-condicionado, a dica é deixar uma toalha úmida ou um balde no local. Isso vai ajudar a não ressecar tanto o ambiente.  

Como manter a higiene da casa para crianças com problemas respiratórios? Os cuidados devem ser redobrados nessa época do ano?

Evite o uso de aspirador de pó, ele libera partículas de poeira enquanto está em funcionamento e isso não é recomendado. Prefira o uso de panos úmidos na hora da limpeza. Não deixe de observar se a criança reage a algum produto de limpeza. Existem soluções caseiras que podem substituir a maioria dos limpadores comerciais. Evite tapetes e cortinas, dê preferência a persianas e não deixe de limpá-las frequentemente. Não é recomendado que essas crianças tenham animais com pelos. Os cuidados devem ser redobrados nessa época do ano.  Quanto mais seco for o ambiente, mais comum o agravamento dos sintomas.

Se a irritação for nos olhos, como a mãe deve proceder?

Tente não deixar a criança coçar olhos, para evitar lesão na córnea. O ideal é usar um colírio hidratante várias vezes ao dia.

E se for na pele?

Se for na pele, é importante usar um hidratante específico para a pele da criança, recomendado pelo pediatra.

Estamos entrando na primavera e o tempo está muito seco. Existe alguma época do ano em que os problemas se agravam?


Os problemas respiratórios tendem a se agravar no período entre o outono e a primavera. Isso acontece devido às mudanças repentinas do tempo e, por isso, algumas crianças costumam ter tosse e nariz escorrendo. O desabrochar das flores também libera substâncias alergênicas no ar, como o pólen. Isso pode provocar rinite sazonal ou conjuntivite alérgica.

Em que caso a mãe deve procurar um médico?

Justamente por causa da Covid, devemos evitar ir às emergências. E, se a criança estiver apresentando tosse frequente, cansaço para respirar ou falta de ar, o ideal é fazer contato com o pediatra para uma avaliação no consultório.

Informações: Assessoria de Imprensa.

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *