Aventuras Maternas

Efeitos do Estresse

Por Renata Moura Barizon

E do nada o ano de 2020 virou de cabeça para baixo a nossa vida. Tudo bem que existe um vírus por trás disso, mas quem imaginava que se tornaria uma pandemia e com tamanha proporção?

De repente nos deparamos com trabalhar em casa, orientar as crianças com as aulas remotas, assumir os serviços domésticos e sair em último caso. Realmente, não tinha como sairmos ilesos com tanta mudança brusca!

E o que percebemos nos consultórios e nas emergências? Uma queda considerável das infecções respiratórias! Gripes e suas complicações, como sinusites, otites e pneumonias deram lugar a doenças de ordem emocional, provando que a história de que “eu tenho baixa imunidade” não é bem assim… Bastou não se expor que deixou de ficar doente!

Sem dúvida, nunca nos preocupamos tanto com o bem estar das pessoas. O isolamento, as dificuldades, as incertezas e o medo da própria doença geraram um aumento da ansiedade, depressão, da insônia e da compulsão. Alguns não conseguiram perceber e começaram a externar esses problemas através de outras doenças.

No meu consultório de otorrinolaringologia, tenho visto muitos casos de tontura e zumbido relacionado a questões emocionais. Também já atendi pacientes com rouquidão, mesmo sem trabalhar com uso abusivo da voz. As dores de cabeça também são constantes tanto pela preocupação do dia a dia, quanto pela postura do trabalho de home office em cadeiras e mesas inadequadas para passar horas seguidas no computador. E ainda atendo pessoas se queixando de dores no ouvido que não tem nenhuma relação com processo infeccioso ou inflamatório nele e sim, um bruxismo noturno também provocado pela tensão que faz a dor refletir.

Esses casos tem sido mais frequentes agora, mas pode acontecer com qualquer pessoa que se encontre num período estressante na vida profissional ou pessoal. E se você pensa que o estresse pode baixar a imunidade e deixar o nosso organismo mais suscetível a infecções, você tem toda razão! Por isso, é importante procurar medidas que te deixem mais equilibrada emocionalmente, com alimentação saudável, atividade física, sono adequado, meditação ou seus 5 minutinhos de reflexão ou oração e, principalmente, pedindo ajuda sempre que precisar.

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *