Aventuras Maternas

Está em casa com as crianças? Que tal usar a internet a seu favor e colocá-las para brincar?

Um levantamento feito na província chinesa de Xianxim com 320 crianças e adolescentes no início da pandemia apontou, entre diversos problemas de comportamento, que 36% estão mais dependentes dos pais, 32% sofrem de desatenção, 21% tem falta de sono e 13% estão mais agitados. Como a pandemia continua sendo uma realidade, especialistas alertam as famílias a encontrarem alternativas para entreterem as crianças, como forma de  minimizar os efeitos psicológicos e emocionais do isolamento e também estimular uma rotina de atividades físicas.

Profissional de educação física e mãe de duas crianças, Gabriela Cangussú ensina brincadeiras divertidas, que unem toda a família e são uma distração pra lá de saudável para os pequenos.  Tudo é gravado e se transforma em aulas de exercícios online dentro da plataforma Queima Diária. Lançado em plena pandemia, o programa Divertindo as Crianças ajuda as crianças a gastarem energia e se manterem ativas, mesmo dentro de casa.  

“O programa teve uma procura significativa nesse período de isolamento social. Ele foi criado para desconectar os pequenos e os pais dos celulares e redes sociais a fim de aproximar a família. O objetivo das aulas é que os pais gastem mais tempo com os seus filhos sem precisar se preocupar em como fazer isso”, explica a treinadora.  

As brincadeiras foram pensadas para serem feitas em casa ou apartamento, atendendo mesmo quem tem pouco espaço. As aulas duram de 7 a 10 minutos e são divididas em 2 séries com 4 exercícios de 40 segundos cada.

Confira a seleção de brincadeiras feitas pela a especialista e as habilidades trabalhadas em cada uma delas!

Pulo e corrida do Sapo

Agache em posição de sapo (cócoras) e pule quando subir.  “Estimule a criança a pular cada vez mais alto. Com certeza vocês vão cair na gargalhada”, diz Cangussú.

Outra versão da brincadeira indicada pela treinadora é fazer uma corrida. Trace uma linha de chegada no chão. Ao sinal dado, os pequenos devem imitar o sapo e sair pulando até a linha. Vence quem chegar primeiro.

Objetivo: ampliar a coordenação motora, agilidade e percepção espacial

Morto ou vivo

Quando o adulto disser: “Morto!”, as crianças devem agachar. Quando o adulto disser: “Vivo!”, as crianças devem dar um pulinho e ficar de pé.  “É interessante ir aumentando o ritmo para ficar ainda mais divertido”, indica.

Objetivo: estimular a coordenação, agilidade e atenção.

Estátua

As crianças devem se movimentar imitando um animal e quando o adulto disser: “Estátua!”, elas devem parar na posição sem se mexer.   Procure fazer caretas e posições engraçadas para tornar a brincadeira ainda mais divertida. Difícil é conter o riso e permanecer imóvel ao ver os pequenos copiando os bichinhos.

Objetivo: ampliar a percepção das partes do corpo e explorar a imaginação.

Informações: Assessoria de Imprensa.

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *