Aventuras Maternas

Fim ano: o que a gestante pode e deve comer na ceia

As festas de final de ano chegaram e, com elas, uma ceia repleta de comidas que podem ou não trazer benefícios à gestante. De acordo com a Graziela Siqueira, nutricionista materno infantil da Perinatal, é recomendado que futuras mamães deem preferência para um cardápio que contribua para nutrição da mãe e do feto. “Alimentos ultraprocessados devem ser evitados, como embutidos (peito de peru defumado e tender, por exemplo), pois são concentrados em sódio e podem aumentar a pressão arterial e causar edemas”, explica. Frituras devem ser substituídas por assados e refogados. Outra preocupação são os doces muito confeitados. “Esses pratos possuem muito açúcar refinado e só confere energia sem valor nutricional importante”, aponta. Para nutricionista é mais vantajoso optar por água com ou sem gás na hora das refeições, ao invés de consumir bebidas muito açucaradas, como refrigerantes e sucos de caixinha. “Ter equilíbrio é fundamental”.


Mas  afinal, o que a gestante pode, e deve, comer nesse período, sem impactar na sua saúde e do bebê? “Durante as festas devemos manter nosso padrão alimentar saudável. As gestantes, principalmente, que são mais suscetíveis a enjoos, ingestão lenta e constipação”. E foi pensando nisso que a  nutricionista Graziela Siqueira, separou dicas para as grávidas não passarem vontade nesse tempo de festas:


– Carne de peru

É uma proteína magra, rica em vitamina B6, importante para saúde cerebral do bebê. Possui zinco e selênio, minerais fundamentais para imunidade e combate aos radicais livres, respectivamente. Além disso, contém triptofano, conferindo bem-estar ao binômio mãe-bebê. A dica para usufruir desses componentes presentes na carne de peru é evitar as versões processadas, como defumadas – por conter muita quantidade de sal e aditivos químicos.


– Oleaginosas

Conhecidas como ‘nuts’, dentre elas as nozes e as amêndoas, as oleaginosas são bastante consumidas nessa época do ano. As nozes são fontes de ômega 3, importante para o desenvolvimento neurológico e visual do bebê. Já as amêndoas possuem vitamina A – benéficas para visão, imunidade e desenvolvimento ósseo; vitamina E – potente antioxidante; magnésio – fundamental para diversos processos metabólicos desta fase e fibras, indispensáveis para o bom funcionamento do intestino e controle glicêmico nas gestantes.


– Frutas vermelhas

As frutas vermelhas possuem compostos bioativos agindo como antioxidantes, anti-inflamatórios naturais e são fontes de minerais como cálcio e ferro, indispensáveis em todo processo gestacional.


– Lentilha

São muito utilizadas nas festas de fim de ano, principalmente no Reveillon. É uma leguminosa rica em proteína vegetal, fibras e baixo teor de gordura. Versátil, pode ser inserida em diversas preparações, conferindo maior densidade nutricional à diversos pratos.

Informações: Assessoria de Imprensa.

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *