Aventuras Maternas

Sociedade Brasileira de Cardiologia e Turma da Mônica conscientizam sobre importância da atividade física

Em homenagem ao Dia Mundial da Atividade Física, 6 de abril, o Comitê da Criança e do Adolescente da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), em parceria com a Mauricio de Sousa Produções, desenvolveu um material gráfico com dicas para conscientizar, de forma lúdica, crianças e adolescentes, sobre a importância de hábitos mais saudáveis. As redes sociais da SBC e da Turma da Mônica divulgarão o conteúdo na data comemorativa.

Entre outros, o material destaca que o primeiro ponto importante a saber é que qualquer movimento do corpo, fazendo as tarefas do dia a dia, brincando, praticando um esporte ou mesmo trabalhando, pode ser considerado uma atividade física e faz muito bem para o coração e para a mente. Crianças e adolescentes devem realizar pelo menos uma hora de atividade física por dia. Quem conseguir fazer mais, garantirá benefícios ainda maiores para o próprio corpo e se sentirá mais disposto e feliz.

Em todo o mundo, um em cada cinco adultos e quatro em cada cinco adolescentes (com idade entre 11 e 17 anos) não praticam atividade física suficiente. Alguns grupos populacionais têm menos oportunidades de terem uma vida mais ativa, entre eles meninas, mulheres, pessoas idosas, com menos recursos financeiros, com deficiências e doenças crônicas, populações marginalizadas e povos indígenas.

Por conta da pandemia do novo coronavírus e a recomendação para se ficar em casa, favorecendo o distanciamento social e, assim, evitar aumento dos casos, é fundamental que as pessoas mantenham – ou criem – uma rotina fisicamente ativa. O sedentarismo é prejudicial para o sistema imune, fundamental para reduzir a possibilidade de infecção viral.

“As recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para indivíduos saudáveis e assintomáticos são de, no mínimo, 150 minutos de atividade física por semana para adultos e 300 minutos de atividade física por semana para crianças e adolescentes. Esse tempo de atividade física deve ser acumulado durante os dias da semana, podendo ser dividido de acordo com sua rotina”, fala o diretor de Promoção de Saúde da SBC, José Francisco Kerr Saraiva.

O diretor esclarece, e reitera, que a prática de atividade física compreende qualquer atividade motora que resulte em um gasto energético acima dos níveis de repouso, ao passo que a prática sistematizada, devidamente elaborada e prescrita considerando variáveis de treinamento visando objetivos específicos é denominada exercício físico. Assim, enfatiza-se que ambas as atitudes são de fundamental importância para esse período de isolamento social.

“As evidências são claras. O sedentarismo tem impacto negativo sobre a saúde, portanto, apesar de não sair de casa, é fundamental que todos realizem atividade física no ambiente domiciliar. Deve-se buscar que as atividades físicas sejam integradas ao cotidiano e que sejam prazerosas. Tais medidas são essenciais e de grande contribuição para a saúde física e mental, auxiliando na prevenção à Covid-19 e suas consequências”, alerta Saraiva.

Dicas para crianças e jovens

Com posts ilustrados pelos personagens do Bairro do Limoeiro, a SBC sugere as seguintes atividades físicas neste momento mais frequente em ambiente domiciliar:

  1. Levantar-se da cadeira ou do sofá, tocar os dedos dos seus pés com as mãos, depois erguer as mãos bem alto sobre a cabeça tentando alcançar o teto. O ideal é repetir este exercício 10 vezes; levantar-se e sentar-se 10 vezes; erguer as pernas 20 vezes alternando direita e esquerda; girar o braço para frente por 30 segundos e para trás por mais 30 segundos; ficar em uma perna só, depois tentar colocar as mãos para cima e depois para o lado. Em seguida tentar o mesmo com a outra perna;
  2. Que tal acelerar um pouquinho mais o coração? Correr no mesmo local por 30 segundos; fazer polichinelos e agachamentos por 15 segundos cada; contar quantos pulos você consegue fazer em um minuto. Praticar um pouquinho todos os dias e procurar bater seus próprios recordes;
  3. Quer se divertir ainda mais? Dançar uma música realizando os comandos “pé direito na frente, pé direito atrás, roda, roda, roda…”, ou simplesmente movimentar seu corpo com alegria enquanto a música toca.
  4. Encher uma bexiga com ar. Se tiver duas vai ser mais legal. Lançar para cima e não as deixar cair no chão;
  5. Já participou de um caça ao tesouro? Inventar as regras, os desafios e dicas… escolher e esconder um tesouro bem legal. Convidar todo mundo para participar, assim fica mais divertido!
    Outras dicas são: buscar um local seguro para a prática de atividade física, evitando acidentes; respeitar as necessidades do corpo, bebendo água e fazendo refeições saudáveis; conversar com um profissional de saúde caso tenha algum desconforto durante a prática de exercícios e manter o uso dos medicamentos prescritos por seu médico.
    Dia Mundial da Atividade Física
    O Dia Mundial da Atividade Física é data instituída pela OMS para a prevenção do sedentarismo, que é uma das principais causas de doenças cardiovasculares, além de diabetes, obesidade, câncer de mama e de colo do útero e outras doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs). Excluindo a Covid-19, atualmente, a maior carga de morbidade e mortalidade no Brasil pertence às DCNTs, que também são responsáveis por 71% de todas as mortes no mundo. As doenças do coração lideram esse ranking. A OMS define atividade física como sendo qualquer movimento corporal produzido pelos músculos esqueléticos, que requeiram gasto de energia – incluindo atividades físicas praticadas durante o trabalho, jogos, execução de tarefas domésticas, viagens e em atividades de lazer.

Informações: Assessoria de Imprensa

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *