Aventuras Maternas

Como se valer da astrologia para entender a potência de cada criança?

Educar uma criança para o mundo é um desafio que exige preparo e educação, além de vivência de mundo e intuição. Mas uma ferramenta que pode contribuir para esse processo de forma lateral é a astrologia. Isso porque conhecer o mapa astral dos pequenos pode auxiliar a entender suas necessidades emocionais e potencialidades.

Segundo a astróloga e psicóloga Priscila de Charbonnieres, há três elementos principais para se atentar no mapa astral de crianças: o ascendente, a lua e o mercúrio. O ascendente é um indicativo de como a criança irá receber as coisas no mundo e, por isso, tem papel fundamental na primeira infância, quando elas estão absorvendo mais informações. Já a lua, que representa a energia feminina no mapa astral de cada um, aponta para as necessidades que elas têm em relação à mãe. Por fim, o mercúrio é um indicativo importante de como a criança processa as informações e se comunica -o que dá pistas iniciais também de quais serão seus potenciais a serem desenvolvidos.

“Os filtros mentais favorecem o diálogo entre pais e criança e o entendimento da nutrição emocional que temos que dar a cada um, mesmo que não seja da nossa natureza como mãe, podemos nos adaptar para nutrir o filho da forma como ele mais precisa”, explica Priscila.

Priscila tem quatro filhos, cada um com um mapa astral diferente, e conta que saber isso a fundo a auxiliou a entender cada um e se adaptar, quando necessário, para atender às necessidades deles, no caso de as personalidades não serem compatíveis com as características de seu próprio mapa astral. “Há facilidades e dificuldades para as mães nutrirem as diferentes necessidades emocionais dos filhos, mas a partir do momento que ela as entende, consegue se direcionar para isso.”

Informações: Assessoria de Imprensa.

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *