Aventuras Maternas

Público poderá escolher os nomes das lontras do BioParque do Rio

Não há quem resista ao carisma e piruetas das novas moradoras do BioParque do Rio! As lontras (Lontra longicaudis) — um macho e uma fêmea — acabam de chegar ao local e seus nomes poderão ser escolhidos pelo público, através do perfil de rede social. Criatividade não faltou à equipe técnica do parque, que já pré-selecionou os seguintes nomes para a dupla: “Eduardo e Mônica”, “Nic e Dora”, “Otto e Maré”, “Tico e Teca”, “Tom e Lola” e “Tinho e Bebel”. Os visitantes que acessarem o perfil de Instagram @bioparquedorio, poderão ver as opções de votação e comentar o post com a escolha até o dia 23 de setembro.

Os nomes mais comentados batizarão as pequenas lontras, que chegam ao local com uma missão: sensibilizar os visitantes sobre a necessidade de conservação da espécie, que se encontra ameaçada de extinção no estado do Rio de Janeiro, devido à deterioração de seu habitat natural e pela caça indiscriminada.

“Graças a um acordo de cooperação mútua entre INEA e o BioParque do Rio, o parque serve como ponto de apoio para os cuidados de órfãos de lontra”, explica o veterinário Ramiro Dias Neto, coordenador da área no BioParque do Rio.

Um novo conceito de zoológico
Administrado pelo Grupo Cataratas, que também opera no Rio de Janeiro, o AquaRio e Paineiras Corcovado (vans oficiais de acesso ao Cristo Redentor), o BioParque do Rio é um novo conceito de zoológico, deixando de ter um caráter expositivo para se tornar um Centro de Conservação da Biodiversidade.

No local, há importantes programas de educação e pesquisa para a conservação. Tudo isto feito em parceria com instituições de pesquisa e universidades brasileiras e internacionais.  

O novo projeto assegura o bem-estar animal e alia educação ambiental ao conforto dos visitantes. 

SERVIÇO
Votação escolha das lontras do BioParque do Rio
Data: Até 24 de setembro
Perfil: @bioparquedorio
Informações e compra de ingressos: www.bioparquedorio.com.br

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *