Aventuras Maternas

Colunão Aventuras: 14 a 20 de maio

Domingo de canções de roda

As canções de roda que fazem parte do imaginário infantil “Pai Francisco”, “Escravos de Jó” e “A Machadinha”, presentes no Guia Prático Villa-Lobos, ganharam arranjo orquestral e instrumentos animados, e serão lançadas dia 16 de maio no canal do YouTube da Petrobras Sinfônica. (https://www.youtube.com/c/OPESinfonica/). Com o objetivo de reforçar a importância da música de concerto junto ao público infantil, a orquestra vem criando animações para inserir os instrumentos e suas sonoridades, de uma forma lúdica, ainda na primeira infância. Não é de hoje que crianças se mostram capazes de se envolver e embarcar numa viagem musical da mais alta qualidade – em julho de 2020 foi lançada a primeira animação criada pela orquestra, “Cai Cai Balão”. Quem não se lembra dos versos “Pai Francisco entrou na roda/tocando o seu violão/Pararapampam”? E a música “A Machadinha”, impossível cantar sem imitar o sotaque de Trás dos Montes, com as referências portuguesas como o Galo de Barcelos e as pedras portuguesas, herança de Portugal nas calçadas brasileiras?Em cada animação serão apresentados instrumentos que compõem uma orquestra, como fagote, oboé, flauta, violino, contrabaixo, violoncelo, trombone, tuba e trompa. Auxiliando não só no didatismo e na apreciação musical, que sempre foi uma missão da orquestra, como levando até mesmo os adultos a se emocionarem. Os três clássicos fazem parte do Guia Prático de Villa-Lobos, trabalho de coleta e arranjos de uma centena de canções tradicionais, feito por Villa-Lobos na década de 1930. 

Cadeira de rodas não é limite para imaginação

O espetáculo infantil “Hora do Recreio”, com texto e direção de Fernando Lyra Jr., estreia no dia 22 de maio, sábado, às 16h. Os ingressos são grátis, disponíveis pela plataforma Sympla. A montagem conta a história de Guilherme, um garoto cadeirante, interpretado por Luciano Brandão, que transforma a falta de acessibilidade na escola em uma grande e divertida aventura dentro da sala de aula, na hora do recreio. O espetáculo, com temporada de seis apresentações até o dia 30 de maio, com sessões pelo Youtube aos sábados, às 16h, e domingos, às 11h e às 16h, tem cenário e figurino assinados por Kléber Montanheiro, iluminação de Fran Barros e direção de produção de Fábio Hilst. “Hora do Recreio” é uma montagem carregada de humor e descontração. No enredo, Guilherme – um menino travesso com a mente plena de imaginação – não vê a hora das rampas de acesso da sua escola ficarem prontas para, enfim, descer para o pátio pilotando sua cadeira de rodas, a toda velocidade como um carro de corridas, e aproveitar o tempo de lazer com os colegas. Mas, enquanto sua mobilidade está restrita, ele aproveita o seu recreio “particular” para sonhar e se aventurar usando a fantasia. Ele compartilha suas histórias e seus sonhos com a plateia, transformando o ambiente, aparentemente limitado, da sala de aula em um universo sem fronteiras para a magia, cheio de brincadeiras e muitas histórias. Tudo à sua volta se transforma em amigos imaginários e brinquedos inusitados. Fernando Lyra Jr. usa a técnica de teatro de objetos para dar movimento à encenação, transformando os materiais e objetos da sala de aula em qualquer coisa que a personagem fantasiar. Junto com o inseparável amigo Barbosa (a caveira da aula de ciências), Guilherme conta cada história engraçada! Tem a da menina que corria demais e acaba caindo em um buraco, a do cachorro que queria ser tartaruga e até a vez em que ele foi raptado por extraterrestres. Guilherme ainda se transforma em um apresentador de TV que narra o pouso do foguete “lápis” no planeta “maçã”; e, como bom adepto das travessuras, ele também conta como foi quando grudou chiclete no banheiro e acabou suspenso, motivo de comemoração por ter sido tratado como qualquer outra criança da escola. Entre uma história e outra, entre uma mordida e outra no sanduba da lancheira, ele imagina e projeta sua cadeira-de-rodas-foguete-supersônica-espacial – com retrovisores, estepe, esticador de pernas e jato de água para espantar cachorro: uma cadeira que voa com a qual pretende chegar mais rápido aos lugares e explorar outros universos. Isso enquanto o sinal não tocar avisando que o recreio acabou e é hora de “voltar para a sala de aula”. Ingressos gratuitos pelo https://www.sympla.com.br/ – link de acesso disponibilizado após confirmação do ingresso. Com tradução em Libras e Audiodescrição.

Brincadeiras em destaque

Com o tema “Casinhas das Infâncias”, de 22 a 30 de maio acontece a 12ª. edição da Semana Mundial do Brincar. Nesta edição, a proposta da SMB é valorizar o brincar de casinha, a casa e as tradições de brincadeiras, cantigas e jogos lúdicos passados de geração em geração. Realizada pela Aliança pela Infância, a SMB é uma campanha de sensibilização sobre a importância do brincar, do direito da criança a ter infância e da necessidade de o direito da criança ao brincar ser respeitado mesmo em tempos de pandemia. A programação será construída coletivamente. Todos podem participar, criando e executando ações, sem obrigatoriedade de cadastro. Basta fazer, registrar a atividade e marcar a Aliança pela Infância nas redes sociais, com as hashtags #smb2021 e #semanamundialdobrincar. Quem quiser, pode encaminhar as informações da sua atividade para inclusão na programação do evento na página da Aliança pela Infância, por meio deste formulário (https://bit.ly/inscricao-smb-2021). A SMB é nacional, colaborativa e totalmente gratuita.

Aventuras em uma dimensão paralela

O Disney+ anunciou a produção de “Viagem ao Centro da Terra”, uma nova série original de ficção produzida pela NatGeo Original Productions Latin America, feita no México pela Estudios Teleméxico. A história, inspirada no livro homônimo de Júlio Verne, centra-se nas aventuras de um grupo de crianças que entra numa dimensão paralela e descobre um mundo fascinante. Esta nova produção latino-americana é protagonizada por um elenco internacional de renome que inclui os atores Óscar Jaenada, Margarita Rosa de Francisco, Mauricio “El Diablito” Barrientos, Alejandro Calva e Gabriel Goity, junto com um grupo de jovens artistas talentosos liderados por Yankel Stevan e Sebastián García. Na nova série de aventura e ficção científica, Diego (Sebastián García) é enviado por seus pais ao acampamento de Pompilio Calderón (Óscar Jaenada). Ali, junto com seus irmãos e amigos, encontra o carro abandonado de sua avó Pola (Margarita Rosa de Francisco) e, seguindo seus passos, chega a um misterioso portal para outra dimensão. Quando Diego descobre um poderoso segredo de família, entende que deve proteger a dimensão que encontrou, mas a missão não é tão simples: Pompilio e seu capanga Claudio (Mauricio “El Diablito” Barrientos) farão todo o possível para destruir aquele mundo fantástico que eles conseguiram entrar. Dirigida por José Manuel Craviotto, “Viagem ao Centro da Terra” terá oito episódios de 30 minutos de duração. A nova série faz parte da robusta oferta de novas produções do Disney+ totalmente desenvolvidas na região, alinhada ao compromisso assumido pela The Walt Disney Company Latin America de produzir conteúdo localmente relevante para o serviço de streaming em aliança com produtoras da região e adicionando talentos reconhecidos.

Fábula ensina crianças a trabalharem a aceitação

Como lidar com a frustação, criar consciência de responsabilidade e enfrentar os problemas na vida sem prejudicar o próximo? Se na vida a adulta às vezes é complicado lidar com todos esses sentimentos, imagina para as crianças que estão começando a aprender sobre a vida? Os universos lúdicos das histórias infantis podem ser um ótimo aliado para o desenvolvimento dos pequenos. É o que demonstra o autor de livros infantis e educador desde 1991, Andrew Jordan Nance na obra recém-lançada “O rei descalço”, publicada pelo Selo Caminho Suave, da Editora Edipro, e traduzido para o português pela autora e Publisher Maíra Lot Micales. “O rei descalço” conta a história do jovem rei Ricardo, que em um passeio bate o pé numa pedra e se machuca. Decidido a nunca mais ter de lidar com a dor e a frustração, decide cobrir todo o reino com couro para que ninguém mais sentisse a mesma dor. Só que ele não imaginava que sua ideia causaria tanta confusão. Por meio de uma fábula encantadora, repleta de rimas e ricamente ilustrada por Olivia Holden, a publicação aborda questões fundamentais como: aceitação, compaixão, modos de lidar com frustração e o desenvolvimento pleno da atenção. Inspirado no milenar “Guia para o estilo de vida de Bodhissattva”, do estudioso indiano Shantideva, a obra recorda como a mente humana pode proteger cada um dos perigos do mundo. Um livro repleto de sabedoria para crianças e adultos que querem aprender a encarar os desafios da vida, essa obra ajuda a desenvolver a atenção plena, a humildade e superar os medos com leveza e alegria. O livro chega por R$ 41,90 e pode ser adquirido pela Amazon ou na Livraria da Vila.

Série premiada

Pela primeira vez na TV aberta, diretamente do canal Gloob, estreia nesta segunda-feira (17/5), na TV Cultura, a série infantil “Escola de Gênios”. Eleita melhor série brasileira de ficção pelo Prêmio do Cinema Brasileiro (2019), vai ao ar de segunda a sexta-feira, a partir das 17h30. “Escola de Gênios” conta a história de Isaac, um menino de 12 anos, que ganha a oportunidade de estudar num lugar muito especial: a Escola de Gênios. Lá, entre novos amigos e experiências mirabolantes de química, biologia, tecnologia e artes, Isaac descobre a robótica e, com ela, a possibilidade de ajudar a irmã tetraplégica a jogar videogame novamente. Licenciada para mais de 86 países ao redor do mundo, “Escola de Gênios” é uma produção original Gloob em parceria com a Mixer Films. Tem roteiro de Ângela Fabri, supervisão de roteiro de David França Mendes, direção geral artística de João Daniel Tikhomiroff, direção geral de Marcelo Cordeiro e Jeferson De, direção de arte de Claudio Amaral Peixoto e Jennifer Schauff e direção de fotografia de Alexandre Samori e Hugo Takeuchi.

Quebra-cabeça com artistas femininas

Considerado um hobby prazeroso, a Puzzle Me lançou o Projeto Mulheres, que transforma em quebra-cabeças obras de arte criadas por mulheres. A coleção tem o intuito de arrecadar fundos para instituições que apoiam e empoderam mulheres. A estreia da coleção foi assinada por Priscila Barbosa e a segunda imagem será de Eva Uviedo, artista e ilustradora argentina, desenha para o mercado editorial e publicitário usando especialmente aquarela e pintura digital, e frequentemente uma mistura de ambas. Em seu trabalho pessoal desenvolve a série Sobre Amor e Outros Peixes, que faz analogias entre seres do mar e sentimentos humanos e leva seu universo pictórico para diversos projetos artísticos, especialmente nas áreas de literatura, música e moda. A Puzzle Me doa  5% das vendas dos quebra-cabeças do projeto  às instituições IRME e Fala Mulher. As doações continuarão a sendo feitas através da empresa Polen (www.polen.com.br), plataforma que valida as ações de ONG’s e facilita a conexão entre empresas e causas sociais, de forma simples e transparente.

500 mil crianças e adolescentes ajudados

Com a pandemia de COVID-19, desde março de 2020 a Visão Mundial no Brasil, uma das maiores organizações de resposta humanitária do mundo com foco na proteção da infância, adaptou todos seus programas e iniciativas para atender à emergência, tendo como máxima prioridade a proteção de crianças e adolescentes em todo o território nacional. Em apenas um ano, foram mais de 10 milhões de pessoas alcançadas direta e indiretamente. Dessas, mais de 500 mil foram crianças e adolescentes alcançados diretamente, em ações de resposta humanitária. Agora, a ONG lança a segunda fase de sua resposta à emergência do novo coronavírus no Brasil. Denominada Juntos pelas Crianças contra a COVID-19, a resposta terá ações que vão da assistência emergencial, com entrega de cestas básicas e materiais de limpeza e higiene, a distribuição de materiais educativos de prevenção a violências e apoio terapêutico a famílias, por meio do WhatsApp. Nessa nova fase, a organização também intensifica sua atuação junto a igrejas e organizações baseadas na fé, que têm feito chegar a ajuda aos lugares mais remotos. O grande objetivo da Visão Mundial é fazer com que crianças e adolescentes sejam protegidas contra abusos e violências. Assim, o foco das ações está em fortalecer a rede proteção nas comunidades, conscientizar cuidadores para que o ambiente familiar seja de fato seguro e promover atividades para que crianças e adolescentes possam continuar seu pleno desenvolvimento, mesmo com todos os desafios impostos pela pandemia. A Visão Mundial lançou o Whatsapp da Ternura, um canal de aconselhamento terapêutico voltado para a saúde mental e o bem-estar de famílias que convivem com crianças e adolescentes. Em 2021, com o agravamento da situação da pandemia no Brasil, a Visão Mundial tem trabalhado para intensificar o serviço, com aumento de equipe e de produção de conteúdos. O WhatsApp da Ternura é um canal de apoio por onde são enviados conselhos terapêuticos e dicas para ajudar famílias a lidar com a nova realidade imposta pela pandemia, com foco na proteção de crianças e adolescentes – o serviço é oferecido gratuitamente a pessoas de todos os estados do Brasil. Para participar, basta enviar um “Olá”, pelo WhatsApp, para o número (11) 98810-0140. A pessoa receberá um formulário simples que, após preenchido, irá possibilitar o recebimento de mensagens constantes, com dicas. Além disso, quem se inscreve também pode falar com as psicólogas que atendem ao serviço, para aconselhamento. Há, ainda, doações e suporte educativo com kits para meninos e meninas. E também pensando nas famílias de crianças e adolescentes, a Visão Mundial seguirá arrecadando doações que serão utilizadas para a compra de cestas básicas, equipamentos de proteção e materiais de higiene e limpeza, para prevenção contra a COVID-19. No site da organização, é possível realizar doações de R$40 a R$160, bastando escolher para qual frente de assistência irá o recurso. Mais informações sobre como doar e sobre a ação da Visão Mundial na resposta à pandemia estão disponíveis em http://visaomundial.org.br/covid

Os impactos da pandemia na vida das mães e na educação das crianças

Cerca de 50% das mulheres brasileiras passaram a cuidar diariamente de crianças, idosos ou pessoas com deficiência durante a pandemia, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Gênero e Número e o Sempre Viva Organização Feminista (SOF). Elas, que já dedicavam o dobro de tempo às tarefas domésticas e cuidados com as crianças, foram ainda mais sobrecarregadas por essas funções, ficando também responsáveis pela educação dos filhos. Além disso, as mulheres foram mais afetadas financeiramente, considerando que muitas tiveram de deixar seus empregos. Diante da importância de falar sobre o cuidado com as mães e o ensino dos pequenos durante o isolamento social, o Instituto Alana realiza a live “Expresso 227: Mães durante a pandemia: direitos, cuidado e educação”, hoje, dia 14 de maio, às 19h, com transmissão ao vivo pelo Youtube. Participam da conversa ao vivo Mariana Rosa, jornalista, educadora, integrante do Coletivo Feminista; Helen Keller, consultora em educação inclusiva, militante pelos direitos das pessoas com deficiência e mãe da Alice (MG); Nana Lima, publicitária, mãe, cofundadora da Think Eva e diretora de impacto da Think Olga (SP); e Thaís Ferreira, mãe, uma das idealizadoras do Segura a Curva das Mães e vereadora do Rio de Janeiro (RJ). A mediação será feita por Raquel Franzim, coordenadora da área de educação do Instituto Alana (SP). Para assistir, acesse o Youtube do Instituto Alana: http://bit.ly/maesnapandemia

Mônica Toy lança episódio especial

Tem mãe de todos os tipos: as descoladas, as discretas, as superprotetoras, as independentes, as de pet e até mesmo as de pelúcia. Não importa, afinal de contas, mãe é mãe e não mede esforços para garantir amor e proteção. E para homenageá-las, a Mauricio de Sousa Produções (MSP) fez um novo episódio de Mônica Toy, a animação 2D e sem falas do estúdio. Como protagonistas, a historinha tem a participação de três supermães do Bairro do Limoeiro: Mônica, Magali e a coelhinha Dalila, que mostram como toda mãe tem aquele superpoder de cuidar de muita gente ao mesmo tempo. O curta “MIAUravilhas” é o terceiro episódio inédito da nova temporada de Mônica Toy e está disponível no canal da Turma da Mônica pelo link: https://www.youtube.com/watch?v=AF1d4swEN_I

Da Redação.

Sobre o autor Ver todos os posts

Priscila Correia

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *